Preconceito

Rio: grupo denuncia LGBTfobia em show da cantora Pabllo Vittar

Vítimas denunciam que foram agredidas fisicamente por seguranças do evento na Lagoa, zona sul do Rio de Janeiro

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ)

,
Segundo relatos, dez LGBTs foram agredidos em show da cantora Pabllo Vittar, no Clube Monte Líbano / Divulgação

O que seria um marco nas festas do curso de medicina da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), se transformou em denúncia de LGBTfobia. Famosa pelos rits “Todo dia” e “Sua cara”, esse último gravado em parceria com Anitta, a cantora Pabllo Vittar foi a primeira drag queen a tocar na festa “A Maior do Baile”, realizada na última sexta-feira (30/6) no Clube Monte Líbano, zona sul do Rio de Janeiro. Segundo relatos, profissionais que faziam a segurança do show agrediram fisicamente cerca de dez pessoas LGBTs que haviam sido convidados pelo evento.

Indianara Siqueira, vereadora suplente do Rio de Janeiro (PSOL), foi uma das agredidas e afirma que a agressão física teve início quando ela tentou subir no palco para fazer uma fala representando o grupo LGBT.

De acordo com as informações, o ataque seguiu do lado de fora do local do evento. “Um verdadeiro festival de horrores. Nós fomos pessoas convidadas do evento e fomos brutalmente agredidas. Que inclusão é essa com agressões? Exigimos uma resposta da organização e da produção do evento e também da sociedade. Iremos denunciar em todos os espaços”, denuncia Siqueira, que se recupera das agressões sofridas.

Em nota, por meio de assessoria de imprensa, Nélio Georgini, titular da Coordenadoria Especial pela Diversidade Sexual do Rio de Janeiro (CEDS), afirmou: "Vamos cobrar e acompanhar uma apuração rígida do caso e que os culpados sejam punidos".    

Respostas

MONTE LÍBANO - Por telefone, o gerente do Clube Monte Líbano informou que a empresa apenas aluga o espaço para os eventos e que a contratação da equipe de segurança é de responsabilidade da empresa Rio Universitário. “Já tivemos vários eventos LGBTs no clube e nunca tivemos um problema como este. Não compartilhamos de nenhum tipo de preconceito”, acrescenta Vivaldi Campos, gerente do Monte Líbano. 

RIO UNIVERSITÁRIO - A empresa Rio Universitário, informada pelo Monte Líbano como responsável pela festa, incluindo a contratação da equipe de segurança, foi buscada por e-mail, mas não respondeu aos questionamentos de nossa reportagem até o fechamento desta matéria. 

PABLLO - Por e-mail, a assessoria da cantora Pabllo Vittar informou que a equipe responsável pela segurança do show não é contratada pela cantora e que “Pabllo estava no palco se apresentando e não presenciou os fatos”. 

Edição: Vivian Virissimo