Precariedade

Domicílios no Norte e Nordeste tem menor taxa de acesso a saneamento básico

Segundo dados do IBGE, serviços básicos como abastecimento de água ainda não chegaram às cidades do Norte e Nordeste

Ouça a matéria:

A falta de esgoto sanitário agrava problemas de saúde no Município de Itapecuru Mirim, no Maranhão. / Agência Brasil

Cidades do Norte e Nordeste brasileiro são as mais carentes de serviços de saneamento básico, como água encanada e coleta de lixo, conforme dados da nova atualização do IBGE no Atlas Nacional Digital do Brasil. 

Em capitais como Macapá, no Amapá, e Porto Velho, em Rondônia, por exemplo, menos de 17% dos domicílios estão em condições adequadas de infraestrutura urbana.

 

Edição: Agência Brasil