Violência

Missa de 7º dia de catador morto pela PM será realizada na Catedral da Sé

"É preciso testemunhar que somos contra essa violência sistemática e contínua que os extermina", afirma Julio Lancelotti

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
A cerimônia ocorrerá na quarta-feira (19) e tem como objetivo dar visibilidade a violência policial / Jornalistas Livres

A missa de sétimo dia em memória do catador de recicláveis Ricardo Silva, assassinado por um policial militar na semana passada na Zona Oeste de São Paulo, será realizada na Catedral da Sé na próxima quarta-feira (19) ao 12h.

Organizada pelo padre Julio Lancelloti - vigário da Pastoral do Povo da Rua e conhecido por sua militância em prol dos grupos marginalizados da sociedade -, jornalistas e pessoas sensibilizadas com o caso, a cerimônia propõe discutir o recente caso e dar visibilidade à violência policial que, como frisa a organização do evento, "é praticada sistemática e diariamente" e "assassina o povo pobre, preto e indígena de nosso país".

    

“Queremos externar nossa indignação com a morte do Ricardo e ao mesmo tempo também com todas as demais mortes que vêm ocorrendo em circunstâncias semelhantes em todo país”, explica a jornalista Monica Soutelo. Mediada por Lancelloti, a cerimônia deverá contar com a presença moradores do bairro, carroceiros e da população em geral.

"É preciso testemunhar mais uma vez que estamos do lado dos mais pobres, dos mais fracos, dos catadores, dos moradores de rua contra essa violência sistemática e contínua que os extermina", completou o Lancelloti.

A organização produziu um vídeo divulgando e convidando as pessoas a participar do evento. 

Confira a seguir:



 

Edição: Rafael Tatemoto