Paraná

Editorial | Frente Brasil Popular convoca às ruas em todo o Brasil

O povo deve decidir qual projeto, quais medidas e qual representante quer na presidência

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Pauta dos movimentos sociais é contrária à retirada de direitos / Gibran Mendes

Esta quinta-feira (20) marca o dia de nacional de lutas da Frente Brasil Popular em 19 capitais do Brasil. O protesto é a favor da democracia e denuncia que a condenação do ex-presidente Lula é seletiva e não apresenta documentação ou provas suficientes. 

Um dia antes, mais uma sentença do juiz federal de primeira instância, Sérgio Moro, da Operação Lava Jato, ganhou novo tom de revanche política. Ele ordenou que o Banco Central bloqueie os R$ 606 mil – a soma dos (poucos, diga-se de passagem) bens pessoais de Lula. 

Ao longo dos atos, a pauta dos movimentos sociais é contrária à retirada de direitos. Infelizmente, esta é a missão do que ainda sobra do governo Temer (PMDB): encaminhar reformas o mais rápido possível. 

Teto dos gastos em saúde e educação, da reforma do ensino médio e, recentemente, da trabalhista. Depois de tanto retrocesso, o governo agora acena também uma reforma tributária e força a da previdência social, porém sem consultar a população antes. 

A Frente Brasil Popular defende o direito de Lula ser candidato e, mais que isso, aponta que a convocatória de eleições diretas é a saída democrática para a crise político. O povo deve decidir qual projeto, quais medidas e qual representante quer na presidência. 

Edição: Pedro Carrano