Paraná

Impactos da Lava Jato são denunciados em panfletagem no Centro de Curitiba

Militantes também apoiam ex-presidente Lula, condenado em primeira instância na operação da polícia federal.

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,

Ouça a matéria:

Panfletagem foi uma das formas de dialogar com população que circulava pelo centro da cidade / Pedro Carrano

Em Curitiba, a quinta-feira (20) foi dia de militantes de diferentes organizações debaterem os impactos da operação Lava Jato. A capital paranaense tem ganhado destaque desde o início da operação da polícia federal, pois é o local de atuação do juiz de primeira instância, Sérgio Moro. 

 Ao longo de toda a tarde, os militantes se concentraram no calçadão da Rua XV de novembro, no centro da cidade. Eles distribuiram materiais e dialogaram com as pessoas que passavam no local. Além dos impactos econômicos, as pessoas que participaram da panfletagem denunciaram os retrocessos que estão acontecendo no país. Elas também criticam o modo com que a operação tem sido conduzida, e protestam contra a condenação do ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva, no caso do Triplex de Guarujá.

Os participantes da atividade denunciam a falta de provas e a imparcialidade na decisão. O bancário Jocemir Dalla Costa participou da ação e se indigna com o resultado do processo.  "A condenação de Lula foi anunciada praticamente a dois anos atrás", avalia. O trabalhador também destaca a importância deste tipo de ação. "A última coisa que a gente tem que fazer é ficar em casa e não ocupar os espaços públicos de rua e de protesto. A gente tem que sair, tem que fazer política, tem que mostrar a cara".

Marisa Stédile, da direção da Fetec-Federação dos Trabalhadores em Empresas de Crédito do Paraná, aponta que a decisão proferida sem provas fere o estado de Direito do país. "É uma sentença baseada no desejo político do juiz e não nos fatos e nas provas porque elas nunca apareceram contra o ex-presidente".

Marisa acredita que a condenação é resultado de um processo que também resultou no golpe contra a presidente Dilma Rousseff. "O golpe se dá não apenas contra a figura da presidenta Dilma ,mas também contra todos os programas sociais instituídos no governo do presidente Lula". 



 

Edição: Brasil de Fato PR