Mobilizações

Radar da luta | PR: Pacotaço de Greca é inconstitucional, apontam servidores

São questionadas as ilegalidades no projeto aprovado em junho pela prefeitura de Curitiba

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Entre as violações, está o desrespeito ao princípio de que não pode haver retrocesso em um direito adquirido / Joel Rocha/SMCS

Confira os principais destaques da luta política na Região Sul.

Pacotaço de Greca é inconstitucional, apontam municipais

Os servidores municipais de Curitiba questionam ilegalidades presentes no chamado “pacotaço de Rafael Greca”, aprovado em junho. Entre as violações está o desrespeito ao princípio de que não pode haver retrocesso em um direito adquirido, como ocorre no caso do congelamento do plano de carreiras. Projetos de ajuste fiscal também foram aprovados em Araucária e Colombo.

Petroquímicos realizam curso de comunicação sindical

De 21 a 23 de julho, petroleiros e petroquímicos de Curitiba realizam o I Curso de Comunicação Sindical, em parceria com o Brasil de Fato Paraná. O objetivo é a elaboração de diferentes tipos de textos para a comunicação das categorias.

Trabalhadores da coleta de lixo encerram greve em Florianópolis (SC)

Os trabalhadores da coleta de lixo fizeram cinco dias de greve contra o risco de demissões de 1.600 funcionários da Companhia Melhoramentos da Capital (Comcap). No dia 15 de julho, os funcionários encerraram a paralisação e aceitaram o acordo negociado em audiência no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Partidos de oposição de esquerda contra criminalização de Lula

Os meios de comunicação empresariais não mostraram, mas partidos críticos ao PT também fizeram notas públicas contrárias à condenação de nove anos e seis meses do ex-presidente Lula. Psol e o Partido Comunista Brasileiro (PCB) emitiram notas contrárias à decisão em primeira instância do juiz Sergio Moro. “Os acordos de leniência e as insignificantes multas impostas às grandes empresas envolvidas, diante do orçamento destas, comprovam que o intuito das operações não é o de combater a raiz econômica das relações promíscuas entre empresários e as diversas frações do Estado Burguês”, afirma nota do PCB.

Edição: Ednubia Ghisi