Racismo

Documentário revela a resistência das mulheres negras diante do preconceito racial

A inspiração para o filme surgiu de uma música do artistas Fábio Nunez, autor do documentário

Ouça a matéria:

Universidades e instituições são alguns dos locais que o documentário é exibido / Fábio Nunez

Fábio Nunez, diretor e idealizador do documentário "Nega que é nega não nega ser nega não", fala sobre o filme que aborda a força e, ao mesmo tempo, a fragilidade delas diante do preconceito racial. A ideia de fazer um filme sobre esse universo surgiu após o lançamento da música composta por Nunez, que leva o mesmo nome do documentário.

"Muitas da mulheres retratadas já são conhecidas pela mídia, mas também tem as mulheres anônimas. Então, são vários pontos de vista do que é ser uma mulher negra", explica o autor.

Em entrevista à jornalista Marilu Cabaña, o artista fala da importância de sensibilizar a sociedade para as questões que envolve essas mulheres. "Eu por ser homem, pretendo sensibilizar outros homens com esse olhar. Porque dentro da pirâmide, a mulher negra é aquela que ganha menos do que a mulher branca. Também ganha menos que o homem negro e o homem branco."

Confira a entrevista.

 

 

Edição: Rádio Brasil Atual