CCJ

Plenário da Câmara inicia votação de relatório de denúncia contra Temer

Opositores projetam que votação deve durar entre quatro e seis horas e pode se estender até o final da noite, a depender

Brasil de Fato | Brasília (DF)

,

Ouça o áudio:

Parlamentares iniciam votação de denúncia contra Temer / Agência EBC

Parlamentares da Câmara Federal iniciaram a votação do relatório sobre a denúncia contra o presidente golpista Michel Temer, do PMDB. Esta é a segunda sessão do dia e pode se estender pela noite, a depender do jogo de forças. 

Tanto nos bastidores quanto nos holofotes, os deputados aliados ao governo continuam se mobilizando para que a denúncia seja arquivada, enquanto os opositores reforçam o discurso de que o presidente teria cometido corrupção ativa, como apontam os indícios apresentados pela PGR, a Procuradoria-Geral da República. 

Por conta disso, a minoria quer o prosseguimento do caso para que Temer seja devidamente investigado, e isso só deve ocorrer se a oposição obtiver 342 votos. O cenário é árduo para os opositores, mas o placar ainda está longe de ser uma aposta segura. 

A base aliada tenta a todo custo acelerar o trâmite, enquanto a oposição tenta obstruir os trabalhos para favorecer o debate e também a audiência da sessão. O argumento dos deputados contrários a Temer é de que agora à tarde poucas pessoas conseguem acompanhar a transmissão e que a sociedade precisaria assistir a toda a votação, por uma questão de transparência pública. 

Segundo projeta Julio Delgado, do PSB de Minas Gerais, hoje um dos principais parlamentares de oposição, a votação deve durar entre quatro e seis horas, já que todos os deputados devem falar ao microfone, um a um. 

Edição: Camila Salmazio