Educação

Professores da Faetec estão em greve e recebem apoio dos pais dos alunos

Medida foi tomada em protesto ao atraso de quatro meses nos pagamentos, além das condições precárias das unidades

Ouça a matéria:

Funcionários já estão em greve por tempo indeterminado / Divulgação

Os professores da Faetec, Fundação de Apoio à Escola Técnica, que tem mais de 100 unidades em todo o estado do Rio, já estão em greve por tempo indeterminado.

A medida foi tomada em protesto ao atraso de quatro meses nos pagamentos dos salários, além das condições precárias em que se encontram as unidades. Outro problema é a falta da liberação de recursos para pagamento dos fornecedores e de mão de obra terceirizada.

Pouco mais de 20 alunos da Faetec estavam nesta quinta-feira no pátio do Centro de Educação Tecnológica e Profissionalizante de Quintino, na zona norte da capital. Uma delas era Helena Monteiro, aluna do último ano do curso técnico de enfermagem na unidade. Para ela, ter esperança tem sido a última e talvez a única alternativa para lidar com a questão.

O membro da comissão de pais de alunos da Faetec, Rubem Mendes, argumenta que o apoio dos pais à greve dos professores se justifica devido à gravidade da situação.

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Social informou em nota que reconhece a importância da Faetec e tem concentrado esforços na busca de soluções para  superar o atual quadro de dificuldades da instituição.

Edição: Radioagência Nacional