STF

Fachin nega pedido de advogados de Temer para que denúncia seja devolvida ao MP

Defesa do presidente golpista queria que fatos anteriores ao seu mandato fossem retirados do documento da denúncia

Ouça o áudio:

O julgamento será retomado nesta quarta-feira (20)
O julgamento será retomado nesta quarta-feira (20) - Lula Marques/Agência PT

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, negou na noite desta terça-feira (19), o pedido feito pela defesa do presidente Michel Temer, solicitando que a denúncia apresentada na última quinta-feira fosse devolvida para a Procuradoria-Geral da República.

Temer é acusado de obstrução da Justiça e formação de organização criminosa. Para seus advogados, a denúncia deveria retornar à procuradoria para que fatos anteriores ao seu mandato fossem retirados do documento. Para o ministro Fachin, já está em andamento no Supremo o julgamento de uma questão de ordem que trata deste tema. Por isso, ele indeferiu o pedido.

A questão de ordem citada pelo ministro discute a suspensão da denúncia até que seja analisada a validade do acordo de delação premiada do grupo J&F. O julgamento será retomado nesta quarta-feira (20).

Edição: Radioagência Nacional