Usinas

Fornecimento de energia em SP será limitado por falha em linhas de transmissão

De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a limitação será por tempo indeterminado

Ouça a matéria:

Problema aconteceu em equipamento de usina / Divulgação

Uma falha no projeto das linhas de transmissão da energia gerada nas usinas de Jirau e Santo Antônio, em Rondônia, limitou desde terça-feira (24), o fornecimento de energia em São Paulo.

De acordo com o ONS, o Operador Nacional do Sistema Elétrico, a limitação na energia será por tempo indeterminado, pois as concessionárias terão que estudar uma nova área para instalar o equipamento.

O projeto de escoamento de eletricidade de Jirau e Santo Antônio, que liga Rondônia a Araraquara, em São Paulo, conta com duas duplas de linhões. Mas a segunda dupla  foi fixada numa área em que o solo é impróprio para a instalação de placas de granito.

Os linhões contam com um equipamento chamado eletrodo de terra, que é responsável por regular a corrente a ser escoada pelos outros dispositivos dentro da hidrelétrica. Essa placa de granito causou interferência no funcionamento do eletrodo e comprometeu a segurança na operação da dupla de linhões atingida pela falha.

O ONS diz que o risco de blecaute é iminente porque até que as usinas estudem o local para a instalação e terminem as obras os linhões em funcionamento já teriam excedido a capacidade máxima.

A Santo Antônio Energia informou que a capacidade de geração da Hidrelétrica Santo Antônio se mantém inalterada.  Disse, ainda, que cabe exclusivamente ao ONS fornecer as informações necessárias e equalizar o despacho das geradoras em todo o país.

A IE Madeira, responsável pela linha de transmissão de energia das usinas do Rio Madeira, informou que constatou o problema em fevereiro deste ano e, desde então, diversas medidas têm sido tomadas para a solução do caso.

Disse ainda que não há qualquer risco de blecaute relacionado ao eletrodo de terra em Porto Velho. Segundo a empresa, atualmente, a energia gerada pelas usinas de Santo Antônio e Jirau estão sendo escoadas plenamente pelas linhas de transmissão do Complexo Madeira.

Edição: Radioagência Nacional