Televisão

Coluna | Novela "O outro lado do paraíso" expõe relacionamento abusivo

Estamos em novos tempos. É hora da mulher dizer: 'eu não aceito isso'

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Clara e Gael vivem um casamento cheio de abusos / Reprodução

Desde quando estreou a novela “O outro lado do Paraíso”, chama atenção as diversas cenas que mostram a forma abusiva como Gael (Sérgio Guizé) tratava a sua namorada e agora esposa Clara (Bianca Bin). No espectador, causou forte impacto a cena de estupro, em que Gael violenta a sua esposa, na noite de núpcias, exibida na semana de estreia do folhetim.

Mas existe estupro dentro do casamento? Sim, existe, quando a mulher é forçada a manter relação sexual. O estupro marital é reconhecido pela Lei 10.015 de 2009. Um crime comum em relacionamentos abusivos, que precisa ser denunciado.

O autor da novela, Walcyr Carrasco, promete aprofundar essa discussão na trama, como escreveu em seu twitter: “Amigos, relacionamento abusivo existe. O tema nunca foi debatido como vou debater agora.” E o autor complementa: “Existe uma ideia geral de que a mulher é obrigada a fazer tudo o que o homem quer, principalmente quando casada. Ela é obrigada a servir sexualmente o homem. Nós estamos em novos tempos. É hora de a mulher se colocar, e dizer ‘Eu não aceito isso’’. 

Outra cena protagonizada pelo casal foi a do espancamento de Clara por Gael, motivado por ciúmes, que termina com a mocinha caindo escada abaixo. O realismo das cenas impressionou quem assistiu. Preocupado, o marido a leva ao hospital com o braço deslocado. O médico Renato (Rafael Cardoso), ao atendê-la, percebe o espancamento e insiste que ela faça uma denúncia à polícia, citando inclusive a Lei Maria da Penha. Ao final desse capítulo, foi exibida a seguinte mensagem: “Violência contra a mulher é crime. Denuncie!”.

De acordo com um estudo da ONU, três de cada cinco mulheres já foram vítimas de relacionamentos abusivos, números que impressionam e afirmam a necessidade de trazer esse tema, mais uma vez, para a telinha.

Aguardemos os próximos capítulos e que essa dura realidade vivida por Clara na novela e tão presente em nossa sociedade seja superada.

Fiquemos atentos!

Um abraço

Edição: Frederico Santana