LUTAS SOCIAIS

Agendas temáticas do NPC resgatam lutas das mulheres e dos trabalhadores do mundo 

Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC) organizou agendas com duas temáticas: “Mulheres de luta” e “Lutas por direitos"

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ)

,
Agendas apresentam personagens históricos que se dedicaram a tornar o mundo um lugar melhor para a maioria / Reprodução

Recuperar as mobilizações das mulheres e dos trabalhadores do mundo todo em defesa dos seus direitos. Esse é o objetivo das agendas temáticas produzidas pelo Núcleo Piratininga de Comunicação (NPC). Quem tem o material em mãos entra em contato com acontecimentos e personagens históricos que se dedicaram a tornar o mundo um lugar melhor para a maioria. Compõem o material pequenas notas e registros diários, poemas, imagens e artigos produzidos por escritores convidados. 

Para o ano de 2018, o NPC oferece duas possibilidades de temas. Um deles é “Mulheres de luta”. Devido ao sucesso da agenda do ano passado, está sendo lançada uma nova edição, revista e atualizada, do material. O outro é o livro-agenda “Lutas por direitos no Brasil e no mundo”, uma seleção de acontecimentos protagonizados por movimentos populares e lutadores sociais em defesa de condições dignas de trabalho e de vida.

Mulheres de garra

O livro-agenda “Mulheres de luta” apresenta, dia a dia, nomes de mulheres que se destacaram em batalhas diversas, seja no movimento feminista, seja em outros movimentos populares. Nessa nova edição, acrescentamos um texto sobre Carolina Maria de Jesus, “escritora que incomoda a classe dominante”, como ressaltou a autora do texto, Miriane Peregrino. Também há novas informações sobre, por exemplo, a cineasta camaronesa Pascale Óbolo, a pensadora mexicana Juana Inés de la Cruz, a militante brasileira Maria Dalva Correia da Silva, a liderança indígena nahua Maria de Jesus Patricio Martínez, a abolicionista estadunidense Sojourner Truth, dentre outras. 

Trabalhadores e trabalhadoras em luta

A novidade deste ano ficou por conta da agenda “Lutas por direitos no Brasil e no mundo”. Em tempo de tanto retrocesso e ataques aos direitos dos trabalhadores, a equipe do NPC entendeu ser urgente lembrar a mobilização da classe operária de todo o mundo por pautas como a redução da jornada de trabalho, direito a férias, décimo terceiro salário e outras conquistas históricas que, hoje, estão ameaçadas. 

Como adquirir 

As agendas custam R$ 30,00 (cada) e estão à venda no Espaço Gramsci: Rua Alcindo Guanabara, 17, térreo, Cinelândia, no Rio de Janeiro. Também é possível fazer encomendas pelo e-mail [email protected] ou comprar pelo site

Edição: Vivian Virissimo