Governo golpista

Conselho do PMDB expulsa Kátia Abreu por ataques a Temer e reformas

Partido justifica que a senadora não obedece orientações da bancada em relação às reformas trabalhista e previdenciária

Abreu chegou a promover reuniões em sua casa para articular afastamento do presidente golpista
Abreu chegou a promover reuniões em sua casa para articular afastamento do presidente golpista - Arquivo/Agência Brasil

O Conselho de Ética do PMDB expulsou nesta quinta-feira (23) a senadora Kátia Abreu do partido, alegando que ela não obedece orientações da bancada em relação às reformas trabalhista e previdenciária, além de desferir ataques ao governo de Michel Temer. Ainda cabe um recurso à executiva nacional da legenda.

Segundo relatos da Folha, por unanimidade, o conselho aprovou o entendimento de que a filiação de Kátia Abreu deve ser cancelada. Além de permanecer na oposição a Temer, ela também promoveu reuniões e jantares em sua casa, em Brasília, para articular o afastamento do presidente durante a tramitação das denúncias apresentadas pela Procuradoria Geral da República. 
 
A senadora, que tem convites para ingressar no PR e PDT, ainda não se manifestou publicamente sobre o assunto.
 

Edição: Jornal GGN