DIVERSIDADE

Concurso literário seleciona contos e poesias LGBT em Minas Gerais

Textos serão publicados em livro que será lançado em 2018

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
O livro pretender ser mais uma ferramenta no combate ao preconceito e à intolerância / Mídia NINJA

Poetas e escritores LGBT – lésbicas, gays, bissexuais e transexuais – de Minas Gerais podem participar do concurso literário promovido pelo Centro de Luta pela Livre Orientação Sexual de Minas Gerais (Cellos-MG). Os textos selecionados farão parte do livro Famílias Invisíveis -Coletânea de Contos e Poemas LGBT, que será lançado em 2018, no Dia Mundial de Combate à Homofobia, em 17 de maio.

Darlan Carling von Dollinger, diretor do Cellos, conta que ideia surgiu durante a construção da 4ª Jornada pela Cidadania LGBT, que aconteceu em julho deste ano na capital mineira. O evento promoveu atividades culturais, debates e palestras que buscam o diálogo com a sociedade e a conscientização política sobre a diversidade sexual. Darlan conta que o tema do concurso segue o assunto abordado pela jornada, que foi “Famílias e Direitos - Nossa Existência é Singular, nossa Resistência é Plural”.

“A escolha do tema foi natural ao observar a realidade de grande parcela das pessoas LGBT. Ainda hoje lamentamos os altos índices de rejeição por seus próprios familiares. Por outro lado, celebramos ao saber que um número crescente de famílias vem abrindo o diálogo e saindo do armário junto com seus filhos”, comenta.

Literatura LGBT

O livro pretende ser mais uma ferramenta no combate ao preconceito e à intolerância, em uma perspectiva de potencializar o diálogo com a sociedade por meio da produção artística.

“A publicação tem entre seus principais objetivos estimular a produção literária com temática LGBT, que discuta a diversidade sexual e de gênero e promova a integração artístico-cultural da população LGBT mineira, fortalecendo sua identidade e posicionamento político-social”, afirma Darlan.

A inscrição é gratuita e pode ser feita até 17 de dezembro. Mais informações, aqui.

Edição: Joana Tavares