Esportes

Papo Esportivo | Com bico afiado, Pato Branco vence a final do futsal paranaense

Time venceu a equipe de Francisco Betrão na disputa conhecida como “rixa das penas”

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,

Ouça a matéria:

O resultado de 4x1 pro Pato repetiu o resultado do Marreco na primeira partida, e levou disputa pros penâltis / José Delmo Menezes Junior

Dia 9 de dezembro de 2017 agora é data histórica: essa é a data em que o time de Pato Branco levou o caneco da série Ouro do futsal paranaense.

Na famosa rixa das penas, a cereja do bolo - ou melhor, o prato principal - foi o Marreco assado. Isso porque o Pato Futsal  venceu por 4x1 o Marreco, de Francisco Beltrão, em uma final inédita protagonizada pelas duas cidades vizinhas e rivais.  Não à toa, o duelo é conhecido também como a “Terceira Guerra Mundial”.

Foi uma final emocionante, recheada de surpresas e saborosamente degustada pelos admiradores do futsal.

E o resumo é o seguinte: o bico do time patobranquense estava mais afiado. Quem confirmou isso foi o fixo do Pato Futsal, Neguinho, eleito o craque das finais.

Foi com um bico do Neguinho, lá no canto direito do goleiro do Marreco, que saiu o primeiro gol do Pato na partida. O lance foi responsável por abrir a porteira para o título.

Um daqueles gols clássicos do futsal: o jogador soltou aquele chute de bico de pé meio despretensioso, e pegou o goleiro desprevenido.

O segundo jogo que terminou com o placar de 4 gols contra 1 repetiu o resultado da primeira partida, quando o Marreco levou a vantagem. O resultado levou à decisão para os pênaltis, que acabou em cinco a três para o time do Lavardinha.

E você pode estar se perguntando: “Quem é Lavardinha?”. Bom, esse nome já é considerado sinônimo de futsal lá em Pato Branco. Agora, sem dúvida, Luiz Sérgio Lavarda faz parte da elite dos grandes personagens da história do futsal paranaense.

Mas dessa vez, Lavardinha aprontou fora das quadras. Atualmente ele é presidente do Pato Futsal e tornou-se tricampeão paranaense pelo Pato Branco. Antes disso, em 1990, ele foi levou o título como jogador, quando ainda era Grêmio Industrial Patobranquense.

Já em 2006, também atuando nas quadras, foi campeão pelo Clube Atlético Patobranquense.  Outra coincidência do futsal é que o treinador, Sérgio Lacerda, foi campeão em 2006 e 2017. Ou seja: é bicampeão com Pato Branco.

Edição: Franciele Petry Schramm