Apoio popular

Na véspera do julgamento, manifesto em defesa de Lula ultrapassa 200 mil adesões

Economista grego, a jornalista Pilar del Río e o diretor teatral Zé Celso aumentam lista de defensores da candidatura

Brasil de Fato / São Paulo (SP)

,
Lula recebe apoio de artistas e intelectuais no Rio de Janeiro durante ato na semana passada. / Ricardo Stuckert

Mais de 200 mil pessoas já aderiram ao manifesto Eleição sem Lula é fraude até a manhã desta terça-feira (23), na véspera do julgamento do recurso do ex-presidente no Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), em Porto Alegre (RS). As assinaturas de apoio vêm de todas as regiões do Brasil e do mundo. Na semana passada, por exemplo, o diplomata e ex-ministro Celso Amorim informou que 10% tinham a Argentina como procedência.

Entre os signatários divulgados, estão o economista grego Yanis Varoufakis e a escritora Pilar del Rio Sánchez, presidenta da Fundação José Saramago (e viúva do escritor português). Também assinam o documento os escritores Eric Nepomuceno, Miguel Souza Tavares (Portugal), Mario Prata, Milton Hatoum e Raduar Nassar, e atores como Marieta Severo e Wagner Moura. O diretor teatral José Celso Martinez Corrêa, o Zé Celso, está na lista. Na semana passada, vários artistas participaram de atos no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Os ex-presidentes José  "Pepe" Mujica (Uruguai), Rafael Correa (Equador), Cristina Kirchner (Argentina) e Ernesto Samper (Colômbia) também assinam o documento, além do filósofo norte-americano Noam Chomsky, dos cineasta Costa-Gravas e Oliver Stone, do sociólogo português Boaventura de Sousa Santos e do ex-primeiro-ministro italiano Massimo D´Alema. Presidenciáveis como Aldo Rebelo (PSB) e Manuela d´Ávila (PCdoB) reforçam o apoio a Lula. Cotado como candidato do Psol, o líder dos sem-teto (MTST) Guilherme Boulos também defende o direito do ex-presidente se candidatar.

Integram o manifesto a economista Maria da Conceição Tavares, as professoras Lilia Moritz Schwarcz e Maria Victoria Benevides, o professor Michael Kennedy (Brown University, nos Estados Unidos), o historiador inglês Peter Burke e o geógrafo e ex-embaixador francês Michel Foucher.

Em paralelo, nos últimos dias também está acontecendo uma série de manifestações em defesa da candidatura de Lula não só no Brasil, mas em diversos outros países. Em Porto Alegre, desde segunda-feira (22) foi montado um acampamento próximo ao prédio do TRF4 que permanecerá por lá até o dia do julgamento.

Edição: Luiz Felipe Albuquerque