Paraná

Curitibanos podem pedir isenção da taxa de coleta de lixo até sexta-feira (9)

Para ter a isenção, é necessário comprovar renda mensal de no máximo R$ 1.600

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Mudanças nas regras do IPTU e na taxa de coleta de lixo geraram críticas e polêmicas na cidade / Chico Camargo/CMC

Os moradores de Curitiba que não tem condições de pagar a taxa de coleta de lixo, cobrada junto com o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), podem pedir a isenção até esta sexta-feira, dia 09. É necessário comprovar renda mensal de no máximo R$ 1,6 mil e possuir um imóvel no valor de até R$ 140 mil. 

O morador deve procurar uma Rua da Cidadania com RG, CPF, comprovante de renda e o talão do IPTU. A prefeitura também recomenda que o interessado leve uma descrição do imóvel. Assim, o pagamento da taxa de lixo fica suspenso por 30 a 40 dias, enquanto uma assistente social visita o imóvel para avaliar os critérios socioeconômicos da família e a prefeitura avalia o direito à isenção.

As mudanças nas regras do IPTU e na taxa de coleta de lixo geraram críticas e polêmicas. Aprovada no ano passado, a nova regra reajustou o imposto em  4% para imóveis com edificação e 7% para terrenos vazios, além de desvincular  a taxa de lixo do imposto predial.  Com a desvinculação da taxa, os imóveis residenciais passam a pagar R$ 275,40 e os não residenciais R$ 471,60.

As famílias de baixa renda que tem isenção no IPTU e tem 50% de desconto na taxa de lixo também podem pedir a isenção total da taxa.

Edição: Ednubia Ghisi