Aviação

Governo cede 51% da Embraer para estadunidense Boeing

Brasileira e estadunidense formariam uma terceira empresa; informação é do jornal O Globo

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Governo Temer abre mão do controle da Embraer em favor de empresa americana / Embraer

As negociações entre o governo golpista de Michel Temer (MDB) e a Boing podem ter chegado ao ao fim. Segundo coluna publicada este domingo (25), pelo jornal O Globo, ambos fecharam acordo para a criação de uma nova empresa formada pela Embraer e a estadunidense.

De acordo com o jornal, a multinacional americana terá 51% de participação na nova empresa. Atualmente, a Embraer é a terceira maior fabricante de aviões do mundo. O governo ainda não deu detalhes das negociações, que aconteciam desde dezembro de 2017.

A notícia repercutiu rapidamente. Em sua rede social, a presidenta Dilma Rousseff (PT) criticou a medida. "O Brasil está sendo vendido pedaço por pedaço pelo governo golpista. Agora alienaram o controle da Embraer - 51% -  para a Boeing. A desfaçatez do governo é absoluta quando diz "só 51%". Ora, com esse percentual estão transferindo o controle acionário para a Boeing", escreveu.

Dilma ainda frisou que, com essa negociação, a Boeing também vai se beneficiar dos projetos de longo prazo financiados pelo BNDES para a Embraer. "Todos os projetos recentes da Embraer com a Aeronáutica como, por exemplo, o grande jato de carga, foram financiados com dinheiro do BNDES em contratos de longuíssimo prazo. É esse é o presente que o governo golpista está dando para a Boeing", comentou.

-

Leia esta notícia em espanhol.

Edição: Simone Freire