Rádio

Ouça o Programa Brasil de Fato - Edição Minas Gerais 31/03/2018

Agressão da Polícia Militar de Minas Gerais contra os trabalhadores da educação é um dos destaques desta edição

Belo Horizonte

,

Ouça a matéria:

Sofia de 03 anos é uma das pessoas diagnosticadas com intoxicação por causa dos rejeitos do barragem da Samarco / Mídia Ninja

No programa desta edição você confere nossa cobertura sobre o caso de agressão aos professores da rede estadual de ensino. Em manifestação, no último dia 28, os trabalhadores foram fortemente reprimidos pela polícia militar. Alguns professores precisaram ser encaminhados para atendimentos de saúde da capital. 

Neste programa você também vai acompanhar todos os desdobramentos sobre o ataque à caravana do ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva. Em sua coluna semana, o jornalista João Paulo Cunha afirma que o atentado contra Lula é o caso mais grave ameaça à lideranças políticas desde o suposto acidente com Juscelino Kubitschek.

Nessa realidade de corte de verbas para educação, redução de vagas em universidades públicas e até mesmo o absurdo mais recente que foi esse anúncio do Michel Temer de ofertar o ensino médio a distância. Como será que os jovens estão se organizando para defender a educação brasileira? Para falar sobre isso nós conversamos com Ana Júlia Guedes, diretora de cultura da União Nacional dos Estudantes.

Nós também vamos falar sobre o laudo médico que apontou altos índices de níquel e arsênio em 11 moradores da cidade de Barra Longa, município atingido pelos rejeitos da barragem da Samarco. Movimento dos Atingidos por Barragens exige que todos os moradores da bacia sejam acompanhados por especialista em saúde e que realizem exames toxicológicos. 

E por falar em saúde, a situação do IPSEMG não está nada boa. Aumento de cancelamento de serviços e hospital com estrutura precária. Esta é a situação do Instituto de Previdência dos Servidores do Estado. Usuários denunciam que apesar de continuarem pagando a contribuição ao fundo, entidade não têm verbas para arcar com custos de manutenção.

Em 31 de março o golpe militar brasileiro completa 54 anos. Para sair desse período sombrio da história brasileira foi preciso muita garra, coragem e luta de diversas pessoas: trabalhadores, donas de casa, professores, estudantes… Para que estas histórias não sejam esquecidas, a partir de hoje nós começamos a exibir a série de reportagens "Lembrar é preciso!"

Edição: Minas Gerais