Cinema

Filme de Contagem (MG) narra a vida da classe trabalhadora com sensibilidade

A história é de Cristiano, que vive procurando emprego de cidade em cidade, e já foi premiada em 14 festivais pelo mundo

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,

Ouça a matéria:

"O cinema brasileiro parece que tinha se esquecido da figura do trabalhador", afirma um dos diretores / Divulgação

Um filme sobre o trabalhador brasileiro tem rendido prêmios e elogios internacionais. “Arábia” conta a vida de Cristiano, que vive na estrada procurando empregos de cidade em cidade, um “trabalhador de trecho”. A história se passa nas terras mineiras de Ouro Preto a Contagem.

O filme tem sido muito elogiado. Alguns críticos chamam atenção para o lado sensível do longa, outros afirmam que o roteiro não é somente sobre uma pessoa, mas sim sobre a classe trabalhadora como um todo. O enredo embarca em amores, amizades, empregos, e acaba formando a trajetória de todo trabalhador brasileiro.

Um dos diretores, Affonso Uchoa, preocupa-se com a falta de identificação que um trabalhador brasileiro tem com o outro, ou seja, a falta de identificação de classe. O tema do filme nasceu desta inquietude. “O cinema brasileiro parecia que tinha se esquecido da figura do trabalhador. A gente percebia que isso gerava outros problemas. A cultura, a sociedade, nem mesmo a política falava dos trabalhadores. E por quê?”, questiona. 

Affonso é de Contagem, cidade mineira de característica proletária, e divide a direção do filme com João Dumans.

Prêmios

O “Arábia” já correu o mundo e ganhou honrarias em festivais de 13 países – um destaque muito positivo para o cinema brasileiro. No 2º Graba Festival Audiovisual, realizado na Argentina, foi considerado o melhor filme produzido na América Latina neste ano. Ganhou também o prêmio nacional de melhor filme, melhor ator, melhor trilha, melhor crítica e melhor montagem do 50º Festival de Brasília.

Assista

O filme Arábia está em cartaz em Belo Horizonte no Cine Belas Artes, nos horários de 14h20, 16h40 e 19h10. Já em Contagem, o filme passa no Cineart Shopping Contagem, às 18h40. A equipe do filme pretende realizar sessões gratuitas em data próxima ao 1º de maio.

Edição: Joana Tavares