REGISTRO

Exposição retrata luta pela terra em Pernambuco com imagens

As fotos registram a resistência do assentamento Margarida Alves no Engenho Xixaim, no município de Moreno

Recife (PE)

,
No Recife, a exposição integrou a programação da V Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária Popular / PH Reinaux

Organização e luta. Essas são algumas questões retratadas na exposição “Xixaim: ocupação, terra, desapropriação e resistência”, do fotógrafo PH Reinaux. São 20 fotos que registram momentos antes da ação recente, de fevereiro deste ano, de tentativa de reintegração de posse da área ocupada pelo assentamento Margarida Alves no Engenho Xixaim, no município de Moreno. 

“A tentativa da gente representar a luta dos trabalhadores rurais sem-terra através das fotos. Uma luta que enfrenta desafios diários, que a partir da organização e da luta tem conseguindo avanços”, explica o fotógrafo PH Reinaux.

 

Em Recife, a exposição integrou a programação da V Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária Popular, e esteve aberta ao público na Faculdade de Direito da UFPE. Na próxima semana, a mostra segue para o próprio assentamento Margarida Alves, no Engenho Xixaim, possibilitando que os protagonistas das fotos se vejam nas imagens que contam suas histórias.

Para o fotógrafo, as imagens fazem um contraponto à ideia ressaltada pela mídia hegemônica contra os movimentos de luta pela terra. “A narrativa que a mídia coloca para os movimentos sociais é de serem grupos que estão fazendo vandalismo, terror e insegurança, quando na verdade não é isso. São trabalhadores organizados, tentando construir alternativas de sobrevivência diante dessa conjuntura pesada e dos desafios que a classe trabalhadora do campo e da cidade precisa enfrentar diariamente”, diz PH Reinaux.

Edição: Monyse Ravenna