Ayrton Senna

PAPO ESPORTIVO | 24 anos sem Ayrton Senna da Silva

A trajetória de Ayrton Senna na Fórmula 1 marcou toda uma geração de torcedores

Brasil de Fato | Rio de Janeiro (RJ)

,

Ouça a matéria:

Ayrton Senna foi tricampeão mundial de Fórmula 1 / Wikipédia / CC BY 2.0

Os atos realizados nos últimos dias mostraram a importância que o dia 1º de maio tem para o cidadão brasileiro. Mas quem ama os esportes também sabe que essa data é muito especial. Foi num dia primeiro de maio como esse, em 1994, que o mundo perdia o grande Ayrton Senna da Silva, talvez o maior piloto de fórmula 1 de todos os tempos. E lá se vão 24 anos sem acompanhar as suas arrancadas nas grandes retas, as suas ultrapassagens e as suas aulas de pilotagem na chuva.

Quem acompanhou a carreira de Ayrton Senna sabe que nem todos os adjetivos do mundo são suficientes para se descrever com clareza o impacto que ele teve nas nossas vidas. E justo quando celebramos o Dia do Trabalho, data conhecida pela luta por direitos e por mais dignidade para quem rala todo dia, uma frase do “Rei de Mônaco” serve para nos inspirar a continuar essa batalha apesar de todas as dificuldades: “Seja quem você for, seja qualquer posição que você tenha na vida, do nível altíssimo ou mais baixo, tenha sempre como meta muita força, muita determinação e, sempre, faça tudo com muito amor e com muita fé em Deus que um dia você chega lá. De alguma maneira você chega lá.”

Esse depoimento já foi extremamente distorcido. Mas prefiro ver Ayrton Senna como um exemplo para a nossa luta por direitos. Façamos tudo com amor e dedicação. De alguma maneira, vamos chegar lá e vamos deixar esse mundo mais justo. Senna, você faz uma falta danada.

E O FLAMENGO COMEÇA A SE ACERTAR

É bem verdade que o Flamengo ainda precisa melhorar muito. Mas a vitória sobre o Ceará no domingo e a desta quarta-feira (2) sobre a Ponte Preta deram um alento ao torcedor rubro-negro. O técnico Maurício Barbieri parece ter encontrado a formação ideal da equipe ao recuar Lucas Paquetá para jogar ao lado de Cuellar e fazendo uma boa dupla com Vinícius Júnior pelo lado esquerdo. Ao mesmo tempo, com o time mais inteiro, Henrique Dourado tem mais condições de fazer aquilo que sabe: gols. Ainda é cedo para se falar qualquer coisa, mas finalmente o Flamengo começa a mostrar um mínimo de padrão de jogo.

E O VASCO SUCUMBIU

O Vasco pode reclamar do primeiro gol do Cruzeiro (o zagueiro Léo e mais uns quatro jogadores estavam em posição de impedimento). Só não pode reclamar da maneira como o time jogou nesta quarta-feira (2), em São Januário. Os comandados de Zé Ricardo se perderam completamente e foram goleados sem piedade pela Raposa, que praticamente encaminhou a sua classificação para a fase eliminatória da Libertadores. E mais do que a eliminação, o torcedor cruzmaltino tem é que lamentar a atitude dos imbecis que protagonizaram cenas medonhas na Colina. Fica difícil disputar qualquer competição do mundo quando a sua própria torcida briga entre si por questões políticas. E quem perde é o clube. Não será surpresa se São Januário for interditado mais uma vez. Infelizmente.

Grande abraço e até a próxima!

Edição: Brasil de Fato RJ