País decide

Nicolás Maduro é reeleito presidente da Venezuela com 68% dos votos

Em discurso após resultado que lhe deu a vitória, presidente convidou a oposição para um grande diálogo nacional

Brasil de Fato | Caracas (Venezuela)

,
Logo após o resultado, Maduro discursou em frente à sede presidencial, com transmissão ao vivo por TV e internet / Reprodução

O candidato à presidência pelo Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV), Nicolás Maduro, é reeleito no país. O Conselho Nacional Eleitoral (CNE) divulgou o resultado das eleições presidenciais na noite deste domingo (20), horas após o fechamento das urnas. Com 68% dos votos válidos (mais de 5,8 milhões de votos), Maduro foi declarado vencedor das eleições.

O segundo colocado, o candidato de centro-direita Henri Falcón, obteve 21% (1,8 milhão de votos). Já o ex-pastor evangélico Javier Bertucci recebeu 10% (925 mil votos). O também opositor Reinal Quijada ficou em quarto colocado, 0,4% (34 mil votos). No total, 8,6 milhões de eleitores participaram da eleição, pouco mais de 46% do eleitorado.

Pouco antes do resultado oficial ser divulgado, diversas pessoas se dirigiram até o Palácio de Miraflores, sede da presidência, onde, após o resultado, Maduro discursou.

"O total de votos que obtivemos representa 47 pontos de diferença com o candidato Henri Falcón. Obtivemos um recorde histórico. Nunca antes um candidato havia ganhado com 68% com votos", contabilizou o candidato reeleito.

Minutos antes do CNE divulgar os números, o candidato Henri Falcón declarou não reconhecer o processo eleitoral. Em uma declaração à imprensa, Falcón disse que “as eleições careciam de legitimidade” e que “houve inúmeras irregularidades denunciadas” por seu partido, o Avançada Progressista.

Maduro condenou as declarações do candidato derrotado: "Os venezuelanos exerceram seu direito ao voto de maneira voluntária, livre e soberana. Não reconhecer os resultados é uma falta de respeito ao povo da Venezuela". Além disso, Maduro pediu auditoria em 100% dos votos, bem acima da auditoria tradicional do sistema eleitoral, que é de 54% dos votos.

O presidente venezuelano também fez um chamado ao diálogo com a oposição. "Vou convocar uma grande jornada nacional de diálogo para a reconciliação do país", destacou.

A presidente do CNE, Tibisay Lucena, pediu respeito aos resultados eleitorais. "Tivemos um processo eleitoral sem nenhum incidente, com grande tranquilidade e civilidade. O povo da Venezuela se pronunciou. Pedimos a todos atores políticos, nacionais e internacionais, que respeitem o resultado eleitoral venezuelano", declarou em pronunciamento oficial.

Antes da divulgação do resultado, população de Caracas de concentrava em frente ao Palácio de Miraflores | Foto: teleSUR

Números das eleições venezuelanas

96% votos apurados

46% participação

Total de votos: 8,6 milhões de venezuelanos

Nicolás Maduro 68% - 5,8 milhões

Henri Falcon 21% - 1,8 milhão

Javier Bertucci 10% - 900 mil

Reinaldo Quijada 0,4% - 34 mil

>> Confira a cobertura completa de como foram as eleições presidenciais venezuelanas <<

Edição: Vivian Neves Fernandes