Roda Viva

Ciro Gomes: “Michel Temer é um escroque”

Em entrevista à TV Cultura, pré-candidato à Presidência promete acabar com o MDB ‘pelos caminhos da democracia'

Brasil de Fato | São Paulo

,

Ouça a matéria:

Ciro Gomes, pré-candidato à Presidência da República pelo PDT / Divulgação

No dicionário da língua portuguesa, ‘escroque’ quer dizer “aquele que se apodera de bens alheios por meios ardilosos e fraudulentos”. Foi com essa palavra que o pré-candidato à Presidência da República pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) definiu o atual presidente da República, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira (28).

“Esse Temer, rapaz… Eu tenho até um certo pudor de não exagerar, porque agora é trincar os dentes e atravessar até a eleição”. Mas esse Temer é o fundo do poço. Eu já o conhecia de longa data. É um escroque, para falar uma palavra clara. É um escroque, que usurpou a Presidência da República”, afirmou o pré-candidato. 

O pedetista acusou o partido de Michel Temer de haver desestabilizado sucessivos governos e prometeu que, caso eleito, irá destruir o MDB, pela via democrática. “O PMDB desestabilizou o governo Fernando Henrique, desestabilizou o projeto do PT. E o PSDB nunca mais ganhou uma eleição no Brasil e o PT, olha o que aconteceu. Comigo não vai acontecer isso. Eu destruo eles antes pelo caminho da democracia”. 

Apoio aos petroleiros

“Nesse momento, eu apoio a greve dos petroleiros”, disse Ciro, ao comentar o chamado de paralisação feito pela Federação Única dos Petroleiros (FUP), a começar na quarta-feira (30). “Só tem uma saída: demitir o senhor Pedro Parente. Peço publicamente aqui a demissão desse senhor, apátrida, e trocar a política de preços da Petrobras”, defendeu. 

A Presidência da República não comentou as declarações do pré-candidato. 

Edição: Nina Fideles