América Central

Erupção de vulcão na Guatemala deixa mortos e feridos; países latinos oferecem ajuda

Tragédia deixa ao menos 30 mortos, e mais de 3 mil moradores foram obrigados a deixar suas casas

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

A erupção liberou cinzas que atingiram 10 mil metros de altura e cobriram os municípios de San Pedro Yepocapa e Sangre de Cristo / Reprodução

Um dos vulcões mais ativos da América Central, o Vulcão de Fogo, na Guatemala, entrou em erupção neste domingo (3) causando a morte de pelo menos 30 pessoas e atingindo mais de 3 mil moradores do entorno, que foram obrigados a evacuar a região, que é próxima à capital, a Cidade da Guatemala. Nesta segunda-feira (4), os governos de El Salvador, México e Equador ofereceram ajuda ao país.

Com 3.763 metros de altura, o vulcão fica entre os departamentos de Escuintla, Chimaltenango e Sacatepéquez, que foram as regiões mais afetadas pela erupção, considerada a mais forte desde 1974.

A erupção liberou cinzas negras que atingiram 10 mil metros de altura e cobriram as casas de diversos municípios. As operações no aeroporto internacional La Aurora, na Cidade da Guatemala, foram encerradas. Esta é a segunda vez em 2018 que o Vulcão de Fogo entra em erupção.

Apoio internacional

Por meio de um comunicado, o governo de El Salvador expressou condolências às vítimas do desastre e se colocou à disposição para prestar “seu apoio às tarefas humanitárias solicitadas pelas autoridades guatemaltecas para o atendimento das vítimas”. A nota também desejou uma “pronta recuperação e bem-estar daqueles que foram afetados ou perderam suas casas por causa dessa tragédia”.

O presidente do México, Enrique Peña Nieto, também enviou pesares por meio de sua conta no Twitter. “Toda nossa solidariedade e apoio ao presidente Jimmy Morales e ao povo guatemalteco pela perda de vidas humanas após a erupção do Vulcão de Fogo. Por meio do Segob [Sistema Nacional de Proteção Civil do México] ofereceremos assistência para enfrentar essa contingência”, afirmou. O México faz fronteira com o país centro-americano.

Por sua vez, o presidente do Equador, Lenín Moreno, afirmou que “o povo da Guatemala está atravessando uma situação devastadora após a erupção do Vulcão do Fogo. Estamos com vocês, atentos aos que necessitem. Contem com todo nosso apoio, nossas orações e a solidariedade de sempre."

Por meio de seu porta-voz, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, prestou solidariedade  à Guatemala e afirmou que a entidade também enviará ajuda humanitária à Guatemala, prestando apoio aos trabalhos de resgate e assistência. “As Nações Unidas se solidarizaram com a Guatemala e darão apoio aos esforços nacionais de resgate e socorro”, afirmou Stéphane Dujarric. Segundo ele, Guterres se declarou “profundamente entristecido pela trágica perda de vidas e pelos significativos danos”.

*Com informações do Opera Mundi.

Edição: Vivian Fernandes