Solidariedade

Moradores da região norte de Curitiba lançam manifesto de apoio à Vigília Lula Livre

"Temos consciência de que estamos participando de um importante momento da história", diz o texto

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Ato “Luzes para Lula” ilumina a praça Olga Benário com velas no começo das noites de sextas-feiras / Pedro Carrano

Moradores do bairro Santa Cândida leram um manifesto de apoio à Vigília Lula Livre nesta sexta-feira (15). A manifestação aconteceu antes do ato “Luzes para Lula”, que tradicionalmente ilumina a praça Olga Benário com velas no começo das noites de sextas-feiras.

O apoio é relevante porque essa semana a vigília foi atacada por um pequeno agrupamento de moradores, porém com presença de militantes de extrema-direita, que queimaram pneus e gritaram seu apoio a Jair Bolsonaro (PSL). "Repudiamos todo e qualquer ataque à democracia. Não abrimos mão dos princípios democráticos", diz a nota.

Também foi lida uma mensagem enviada pelo cineasta Sílvio Tender, alertando para a ameaça do autoritarismo em nosso País. "O ovo da serpente está em gestação no Brasil. Parece estarmos vivendo uma 'noite dos cristais' com as SA se manifestando de forma violenta, conspurcando o nome de Olga Benário", diz o texto, referindo-se ao fato de a ação da noite de quarta ter apagado o nome batizado pelos manifestantes, no local que ficou conhecido na vigília como “praça Olga Benário”.

"Minha repulsa à violência praticada em Curitiba - e vamos à luta com todas as forças em defesa da democracia", conclui o texto de Tendler.

Leia a seguir a nota dos moradores da Regional Boa Vista.

"MANIFESTO PELO RESPEITO À DEMOCRACIA

Nós não somos isso!!

Repudiamos todo e qualquer ataque à democracia. Não abrimos mão dos princípios democráticos!

Exigimos respeito ao direito de manifestação, assim como exigimos que os horários de silêncio sejam respeitados.

Alertamos para o uso do nome “Moradores do Santa Cândida” por um pequeno grupo que não nos representa.

Não somos ódio, não somos exclusão. Somos solidariedade, respeito e amor.

Não cobrimos com símbolos de ódio o nome de Olga Benário, que por ser judia foi enviada, grávida, do Brasil para morrer num campo de concentração nazista.

Abrimos nossas portas, nossos braços e nossos corações para aqueles que lutam por justiça social e por igualdade, nestes tempos duros de transição.

Lutamos lado a lado, sem violência, agressividade ou intolerância.

Somos seres humanos convivendo em uma mesma época e local e, sim, isso é possível, independente de raça, credo, religião ou convicções.

Não aceitamos a criminalização da política, somos seres políticos e temos responsabilidades.

Somos democratas, acreditamos na liberdade de expressão e no direito à manifestação.

Não apoiamos os intolerantes: somos contra o fascismo. A intolerância pressupõe que só o próprio ponto de vista é certo, recusa outros modos de ser, pensar, a existência das diferenças.

Pedimos empatia e compreensão, humildade e amorosidade: calçar as sandálias de alguém.

Não somos punitivistas. Não procuramos vinganças.

Temos consciência de que estamos participando de um importante momento da história. Vamos escrever um capítulo do qual nos orgulhemos.

Nós não somos apenas moradores do Santa Cândida. Somos moradores da Regional do Boa Vista: São Lourenço, Bacacheri, Abranches, Atuba, Barreirinha… somos brasileiros, cidadãos do mundo, humanos.

Esta é a nossa maior causa: a humanidade.  Sem justiça, sem ética, sem respeito e honra, a humanidade sucumbe.

Acolhemos a Vigília, os acampamentos e alojamentos e apoiamos aqueles que lutam por dias melhores para todos e todas.

É o mínimo que nossa civilização espera de nós!

De Curitiba para o Brasil, em 15 de junho de 2018.

Vizinhança pela Democracia"

Edição: Pedro Carrano