Saúde

Transexualidade deixa de ser considerada doença mental pela OMS

Em CID revisada, organização trata a compulsividade por jogos de videogames como distúrbio mental

Revisão deve contribuir para reduzir estigma e qualificar acesso ao atendimento na saúde / Reprodução Youtube

A Organização Mundial da Saúde (OMS) lançou, nesta segunda-feira (18), a nova Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID 11).

A nova versão, completamente eletrônica, inclui a compulsividade por jogos de videogames como um dos problemas de saúde mental, além de capítulos inéditos com atualizações na área da saúde sexual.

A transexualidade, ainda classificada como transtorno mental na 10ª versão da CID, deixa de ter essa classificação a partir da nova edição do relatório, e ganhará espaço no capítulo da saúde sexual. A alteração poderá contribuir para o romper com o estigma e qualificar o atendimento de saúde às pessoas trans.

De acordo com divulgação da OMS, a CID tem como principal função monitorar a incidência e prevalência de doenças, através de uma padronização universal das doenças, problemas de saúde pública, sinais e sintomas, queixas, causas externas para ferimentos e circunstâncias sociais, apresentando um panorama amplo da situação em saúde dos países e suas populações.

A CID-11, mais ampla, reúne cerca de 55 mil códigos únicos para lesões, doenças e causas de morte. A CID-10, versão anterior do documento, trazia 14.400 códigos.

Segundo o site das Nações Unidas, o documento disponibilizado essa semana é uma pré-visualização para que os países possam planejar seu uso, preparar traduções e treinar profissionais de saúde. A CID-11 será apresentada oficialmente em maio de 2019, durante a Assembleia Mundial da Saúde. A entrada em vigor está prevista para 1º de janeiro de 2022.

A estrutura de codificação e ferramentas eletrônicas foram simplificadas, para permitir que o profissional possa registrar os problemas de maneira mais fácil e eficaz.

Novos capítulos

O vício em jogos de videogame passará a ser considerado um distúrbio mental e, portanto, incluído no CID-11. A OMS define a desordem como um “padrão de comportamento persistente ou recorrente”, de gravidade suficiente para “resultar em comprometimento significativo nas áreas de funcionamento pessoal, familiar, social, educacional, ocupacional ou outras”.

Periodicamente o documento é revisto. O diretor explica que o documento está há mais de uma década em desenvolvimento e fornecerá melhorias significativas em relação às versões anteriores. A equipe da CID, na sede da OMS, recebeu mais de 10 mil propostas de revisão.

A 11ª versão da CID, que será apresentada para adoção dos Estados Membros em maio de 2019 (durante a Assembleia Mundial da Saúde), entrará em vigor em 1º de janeiro de 2022.

Edição: Cecília Figueiredo