Coluna

Futebol do Saci

Imagem de perfil do Colunista

Ouça a matéria:

Quando um time marcava gol, todos os jogadores dos dois times comemoravam pulando com uma perna só / Divulgação
Uma paineira está localizada bem no centro do campo, jogadores têm que dibrá-la

Nestes tempos em que o futebol se tornou um grande negócio, com instituições corruptas e jogos sem graça, eu me lembro de um campeonato que existia em São Luiz do Paraitinga, pequena e bela cidade do Vale do Paraíba, no estado de São Paulo. 

Era um tipo de campeonato que não tinha nada a ver com negociantes do futebol, a quem só interessam os lucros, e também com competição desvairada, de motivo para brigas e até mortes.

O campeonato era realizado num pequeno campo no Camping Saci, onde ainda se realizam umas peladas. Curiosamente, uma bela paineira está localizada bem no centro do campo, o que leva os jogadores habilidosos a terem que driblar, além dos adversários, também a árvore.

Vejam alguns itens do regulamento do campeonato:

O tempo de jogo será de 25 minutos por 25, sem intervalo;

O número máximo de atletas por time será de 10 (dez), sendo um o goleiro e cinco jogadores em campo, e quatro reservas;

Não existe limite para substituições;

No que se refere ao uniforme, apenas as camisetas deverão, necessariamente, ser iguais;

Os atletas poderão jogar descalços, usar tênis e até chuteiras;

Cada atleta deverá contribuir com uma taxa de R$ 5,00 para o custeio da confraternização final (churrasco etc…);

O atleta que fizer dois gols no mesmo jogo deverá ir para o banco e só poderá retornar a campo após 10 minutos;

Se um time marcar três gols a mais que o outro, caso volte a marcar um gol, este será computado para o time adversário;

Os times campeões receberão troféus (o Saci). O artilheiro e o goleiro menos vazado receberão medalhas;

Caso ocorram situações não previstas por este regulamento, os representantes dos times decidirão, por maioria, o que deve ser feito;

É solicitado ao representante de cada time que traga uma bola em condições de uso. 

Obs.: Este torneio é realizado sem fins lucrativos, visando à valorização do esporte e à confraternização entre amigos. Solicita-se respeito e colaboração a todos os atletas, a quem se deseja boa sorte.

Uma coisa que não estava no regulamento mas acontecia: quando um time marcava gol, todos os jogadores dos dois times comemoravam pulando com uma perna só. Como seria bom se o futebol fosse sempre assim.

Edição: Daniela Stefano