FUTEBOL PARANÁ

Coluna Coritiba | O velho futebol

Croatas já sofreram muito. Têm consciência política e valorizam a cidadania.

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Marcio é colunista esportivo do Brasil de Fato PR / Arte: Vanda Moraes

Dizem que os tempos do futebol romântico já eram. Hoje há jogadores com contrato publicitário da ordem de R$ 100 milhões e estádios que chegam a custar R$ 4,5 bilhões, em dinheiro público.

Para a final da Copa do Mundo da Rússia, uma das seleções finalistas será a da Croácia, um país que diz um rotundo “não” ao futebol moderno. Lá não há “time da moda”. A nação tem 4,2 milhões de habitantes (como a Região Metropolitana de Fortaleza), 40% dos quais vivem no campo. Seu território, de 56 mil km2, não chega a 1/3 da área do Paraná (199 mil m2). Ex-aliada da União Soviética, esteve em guerras contra Sérvia e Eslovênia há duas décadas, só solucionadas pela intervenção da ONU. Croatas já sofreram muito. Têm consciência política e valorizam a cidadania.

Ah, sim: o Coritiba. Se já não consegue guarinizar, como pode almejar uma paranização?

Edição: Frédi Vasconcelos