DIÁLOGOS

ONU condena ataque a mediadores do processo de paz na Nicarágua

Grupos armados atacaram membros da Igreja Católica que são mediadores do diálogo nacional para a paz no país

O presidente do país, Daniel Ortega, também é esperado na marcha que acontecerá na capital Manágua e tem início previsto para às 10h / Wikimedia Commons

A Organização das Nações Unidas condenou nesta quinta-feira (12) um ataque realizado por grupos armados contra bispos e mediadores do diálogo nacional para a paz da Igreja Católica da Nicarágua.

Em nota emitida por seu porta-voz, o secretário-geral da ONU, António Guterres, disse estar “profundamente preocupado” com o aumento de protestos violentos no país.

Guterres ainda pediu que se respeitem os mediadores do Diálogo Nacional e reafirmou a necessidade da solução pacífica.

Marcha pela paz

A vice-presidente da Nicarágua, Rosario Murillo, convocou uma grande marcha pela paz no país que será realizada nesta sexta-feira (13).

A data comemora os 39 anos de uma vitória contra o regime de Anastasio Somoza pelos grupos sandinistas, em 1979.

Segundo Murillo, a caminhada tem como objetivo lembrar a vitória e condenar os protestos violentos “porque vamos conquistando a paz e ratificando nossa Nicarágua livre, cheia de amor e paz”.

O presidente do país, Daniel Ortega, também é esperado no evento que acontecerá na capital Manágua e tem início previsto para às 10h (13h no horário de Brasília).

Desde abril, protestos violentos contra a reforma no Instituto Nicaraguense de Seguridade Social (INSS) já deixaram mais de 200 mortos.

Edição: Opera Mundi