VIOLÊNCIA

Torcedores voltam a se atacar nas ruas do Recife

Três jovens estão hospitalizados

Brasil de Fato | Recife (PE)

,
Apenas esse ano, é o terciro caso de agressão entre torcedores do Santa Cruz, Remo e Sport / Reprodução

No último domingo (8), antes de Santa Cruz e Remo entrarem em campo pela Série C do Brasileirão, cenas de violência foram registradas na rua Cônego Barata, uma das vias no trajeto para o Estádio do Arruda. Dezenas de torcedores tricolores atacaram supostos torcedores do Remo. Três jovens estão hospitalizados: um de 20, um de 23 e outro de 29 anos – todos residentes da Região Metropolitana e nenhum deles torcedor do Santa Cruz.

Especula-se que sejam membros da Torcida Jovem do Sport, “aliada” da Remoçada e “rivais” da Inferno Coral. Só este ano foi o terceiro confronto entre esses grupos. A primeira vez foi quando o Santa enfrentou o Remo no Pará. Em resposta, quando o Remo viajou à Paraíba para enfrentar o Botafogo, o grupo organizado do Santa Cruz foi a João Pessoa preparar uma “emboscada” para os remistas. Autoridades seguem achando que o caminho é manter proibidas as instituições torcidas organizadas, penalizando inclusive a festa no estádio, em vez de punir os indivíduos criminosos.

Edição: Catarina de Angola