LUTA

Espiritualidade e solidariede marcam 5º dia da Greve de Fome por Justiça no STF

No sábado (4), grevistas foram à missa na Catedral Metropolitana de Brasília e receberam diversas visitas

Brasil de Fato

,
Grevistas recebem militantes camponeses no quinto dia da Greve de Fome por Justiça no STF / Reprodução

Após cinco dias sem se alimentar, completos neste sábado (4), os grevistas que pedem justiça à Lula no STF, Rafaela Alves, Luiz Gonzaga (Gegê) Alves, Vilmar Pacífico, Zonália Santos, Frei Sérgio Görgen e Jaime Amorim, tiveram um dia marcado por apoio e espiritualidade: além de receberem visitas de movimentos sociais, participaram da Celebração da Missa na Catedral Metropolitana de Brasília.

Dezenas de pessoas buscaram os grevistas na Catedral para trocar algumas palavras, desejar força, demonstrar solidariedade, abraçar, tirar fotos e agradecer pela coragem que tiveram em empreender esse esforço em nome do povo brasileiro. 

Grevistas em frente à Catedral Metropolitana de Brasília. (Foto: Divulgação)

Além disso, os grevistas também receberam neste sábado a juventude da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Agricultura (Contag), que publicou um manifesto de apoio à Greve de Fome por Justiça no STF. 

“São companheiros e companheiras que lutam além do que muitas vezes a gente imagina, pessoas que se doam, ficando sem alimento para lutar por uma nação, por uma pátria livre, com alimentação e dignidade para todos e todas”, disse, emocionada, Mônica Bufon Augusto, da secretaria de Jovens da Contag.

A grevista Rafaela Alves, que também compõe a juventude camponesa por parte do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), afirmou que “receber o manifesto da juventude é muito importante nesse momento, percebemos que os movimentos estão compreendendo o papel da juventude na construção de um projeto de sociedade que defende os direitos e a democracia”.

A Deputada Federal e presidenta do Partido dos Trabalhadores (PT) no Distrito Federal, Érika Kokay, fez uma visita aos grevistas. “Estamos aqui em solidariedade aos que estão abrindo mão do alimento para que todos possam se alimentar nesse país, para nós tenhamos saciadas todas as fomes que o ser humano carrega, a gente tem fome de pão, mas a gente também tem fome de justiça de beleza, de igualdade, essa fome de humanidade que nós vamos saciar com o Lula Livre. Os companheiros abrem mão do alimento para que todos possam se fartar de alimento e justiça”, afirmou.

Confira abaixo o manifesto da Contag e fique atento ao Brasil de Fato para a cobertura completa da Greve de Fome.

“Manifesto em apoio à Greve de Fome

Encontro Nacional do Jovem Saber

Nós, jovens rurais vindos de todos os estados do Brasil, que viemos participar do Encontro Nacional do Jovem Saber, realizado pela Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG) nos dias 01 02 e 03 de agosto de 2018, queremos declarar nosso apoio e solidariedade aos companheiros e companheiras Jaime Amorim, Vilmar Pacífico e Zonália Santos do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST); Rafaela Alves e Frei Sérgio Görgen, do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA); e Luiz Gonzaga Silva, conhecido como Gegê, da Central dos Movimentos Populares (CMP). O Programa Jovem Saber é uma ferramenta de organização da juventude rural e de formação político-sindical, que contribui para a leitura crítica, criativa e transformadora da realidade. 

Vocês, bravos companheiros e companheiras, representam a indignação, luta e o sacrifício experimentados por milhões de brasileiras e brasileiros desde 2016, quando se consolidou o golpe contra a democracia e o povo deste País.  Parte fundamental deste golpe é acabar com as possibilidades de que o projeto de desenvolvimento inclusivo, abrangente, participativo, democrático, sustentável e solidário – representado pelos ex-presidentes Lula e Dilma – voltem a liderar o Brasil.

O ex-presidente Lula é um preso político desde o dia 7 de abril de 2018, encarcerado depois de um processo sem provas que desconsiderou as garantias da Constituição Federal de 1988 e foi realizado com um único objetivo, o de retirá-lo da corrida presidencial. Como forma de exigir a liberdade imediata deste que é a principal esperança brasileira de um país justo, soberano e igualitário, nossos companheiros e companheiras iniciaram uma greve de fome no dia 31 de julho de 2018, uma forma corajosa e extrema de demonstrar a força que o povo tem para lutar por seus direitos.

Jaime, Vilmar, Zonália, Rafaela, Frei Sério e Luiz Gonzaga são, para nós, jovens do campo, floresta e águas, um exemplo e uma inspiração, pois demonstram que os filhos desta pátria amada não fogem mesmo à luta. 

Por isso, queremos dizer que estamos juntos em pensamento e ações, e seguiremos a caminhada pela liberdade de nosso eterno presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, e pela retomada do Brasil que a gente quer.

Lula inocente, Lula presidente!

Jovem Saber, qual é sua missão? É lutar com resistência e fazer transformação!

Jovens rurais participantes do Encontro Nacional do Jovem Saber

Brasília (DF), 03 de agosto de 2018”

 

Edição: Brasil de Fato