Protesto

Manifestantes em greve de fome há 8 dias exigem audiência com ministros do STF

Sete militantes de movimentos populares estão, em Brasília, protestando por Justiça e contra a fome no Brasil

Brasil de Fato | Brasília (DF)

,
Requerimento será entregue nesta terça-feira, dia 7, às 17h / Adilvane Spezia/MPA

Na tarde desta terça-feira (7), os sete participantes da Greve de Fome por Justiça no Supremo Tribunal Federal (STF) farão um pedido formal de audiência com os ministros da corte para apresentar as reivindicações dos movimentos populares e exigir uma resposta do Supremo.

Vilmar Pacífico, Zonália Santos, Jaime Amorim (do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra – MST), Rafaela Alves e Frei Sérgio Görgen (do Movimento dos Pequenos Agricultores – MPA), Luiz Gonzaga, o Gegê (da Central dos Movimentos Populares – CMP) e Leonardo Soares (do Levante Popular da Juventude) irão até o STF por volta das 17h, acompanhados pelos participantes da Caravana do Semiárido contra a Fome, que percorreu mais de 4,3 mil km pelo país denunciando a volta do Brasil ao mapa da fome e o golpe contra a democracia.

O STF é o lugar onde a liberdade do ex-presidente Lula pode ser debatida e deliberada, imediatamente, ao colocarem na pauta o julgamento das ações declaratórias de constitucionalidade (ADC) 43 e 44, que questionam a prisão em segunda instância.

“A perda de direitos em saúde e educação públicas, o aumento dos preços da comida, do gás e dos combustíveis, o aumento da violência sobre as populações negra, LGBT e de mulheres, bem como a volta da miséria e da fome nos move a fazer este ato extremo”, diz Frei Sérgio, do MPA.

Neste momento de mais debilidade dos grevistas de fome, se intensificam as visitas de parlamentares. Uma comissão de senadores é esperada para esta terça-feira no Centro Cultural de Brasília, onde os manifestantes repousam. Também nesta terça, uma comitiva de indígenas do povo Guarani leva o apoio e solidariedade aos grevistas de fome.

Fome contra a fome

Na segunda-feira (6), aconteceu um ato político celebrando o encontro dos grevistas de fome com a Caravana Semiárido contra a Fome, que percorre boa parte do país e dialoga sobre a urgência de uma política de combate à pobreza e à fome. 

Para reforçar o grupo de manifestantes em greve de fome,  Leonardo Soares, militante do Levante Popular da Juventude, também aderiu ao protesto nesta segunda-feira. A greve de fome completa oito dia nesta terça-feira e os militantes estão apenas tomando água e soro. 

O STF, até o momento, não se manifestou sobre a greve de fome. 

Edição: Juca Guimarães