Solidariedade

Parlamentares participam da Marcha Nacional Lula Livre

"Ninguém fez mais para as mulheres e para o povo brasileiro do que Lula", afirma Benedita da Silva

Brasil de Fato | Brasília (DF)

,
A deputada federal Benedita da Silva (PT/RJ) foi uma das parlamentares que participou da Marcha Nacional Lula Livre nesta terça (14) / Leonardo Milano

Diversos parlamentares demonstraram solidariedade aos cerca cinco mil militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra que participam da Marcha Nacional Lula Livre desde a última sexta-feira (10). As fileiras, organizadas em três colunas, se encontraram na manhã desta terça-feira (14) em Brasília e juntas caminharam até o estádio Mané Garrincha, onde ficarão acampadas até amanhã.

A deputada federal Margarida Salomão (PT/MG) se somou à Coluna Prestes. "É uma emoção, uma coisa maravilhosa estar aqui com o povo sem terra, marchando. É força. É uma expressão de esperança, uma jornada pela liberdade do nosso companheiro Lula. Estamos aqui porque Lula é o presidente da República que o povo brasileiro quer votar", declarou.

Nilto Tatto, deputado federal (PT/SP), também marchou com os militantes e reforçou a importância da luta com a proximidade do período eleitoral. "A marcha é uma demonstração de carinho pelo povo brasileiro. É uma demonstração de que o Brasil precisa resolver sua grave crise social e política. Há mais de 13 milhões de desempregados e os programas sociais estão paralisados", apontou Tatto. "Estão entregando o patrimônio do povo brasileiro [para o exterior]. Com essa marcha, o MST toma frente na luta pela resistência. Em defesa dos direitos ameaçados, em defesa da inclusão social e da reforma agrária". 

Benedita da Silva, mulher negra e deputada federal (PT/RJ), parabenizou a organização da Marcha e enfatizou que o MST protagoniza um momento único e necessário contra as forças antidemocráticas do país. "O MST traz para Lula uma grande mensagem e tenho certeza que ele está acompanhando os passos desse movimento. Essa marcha é nosso grito de liberdade para Lula, que tem que disputar as eleições. Lula é inocente, ninguém fez mais para as mulheres e para o povo brasileiro do que ele", afirmou a parlamentar.

Chegada ao plano piloto

Primeiramente, a Coluna Tereza de Benguela (Amazônia e centro-oeste) e Coluna Ligas Camponesas (Nordeste) se uniram e então marcharam em encontro à Coluna Prestes (Sul e Sudeste). O momento foi de muita emoção e marchantes realizaram um 'abraçaço' entre todas as regiões do Brasil. 

João Paulo Rodrigues, da coordenação nacional do MST, marchou com a Coluna Prestes, que caminhou por 15 km nesta terça-feira, dos arredores de Brasília até o centro da capital. 

O dirigente afirmou que a marcha é histórica e significativa para os movimentos populares, assim como para todos que acreditam na inocência do ex-presidente Lula. "Viemos trazer a representação do povo brasileiro, dizer que Lula é inocente e que será presidente!", reforçou João Paulo. "Amanhã acompanharemos o registro da candidatura do Lula no Tribunal Superior Eleitoral. É importante que o povo brasileiro se mobilize, ocupe as redes sociais, a internet e, principalmente, ocupe as ruas". 

Edição: Daniela Stefano