Campanha

Boulos leva 20 mil ao Largo da Batata e promete criar 6 milhões de empregos

Comício de lançamento da candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) à presidência ocorreu em São Paulo

O mais jovem concorrente ao planalto falou também em criação de vagas na universidade e abortou o tema da segurança pública / Divulgação

O comício de lançamento da candidatura de Guilherme Boulos (PSOL) à Presidência da República, realizado na tarde deste sábado (18), no Largo da Batata, em São Paulo, contou com cerca de 20 mil pessoas, de acordo com os organizadores.

Na ocasião, Boulos prometeu criar 6 milhões de empregos em 2 anos e 1 milhão de vagas nas universidades públicas. “Enquanto eles produziram 14 milhões de desempregados, nós vamos criar 6 milhões de empregos em 2 anos com o programa Levanta Brasil. Vamos criar 1 milhão de vagas nas universidades públicas”, discursou Boulos.

Guilherme Boulos também abordou o tema da segurança pública, dizendo que diferentemente da matança de jovens e negros que ocorre nas periferias, o projeto de sua candidatura é a desmilitarização das polícias e o enfrentamento da guerra às drogas, baseado na prevenção e na inteligência. “O comando do crime organizado não está no barraco de nenhuma favela, o comando do crime organizado está em Brasília, na Praça dos Três Poderes”, afirmou.

O evento, batizado de "Dia B", contou com a presença de parlamentares do partido como Luiza Erundina, Ivan Valente, Sâmia Bomfim e João Paulo Rillo, da candidata ao Governo de São Paulo, Lisete Arelaro, e da candidata à Vice na chapa de Boulos, Sonia Guajajara. “Aqui está presente a energia de Zumbi dos Palmares. A energia do cacique Jorginho Guajajara assassinado essa semana. Aqui está presente a energia de Marielle Franco”, falou Boulos, o mais jovem concorrente ao Planalto.

Edição: Revista Fórum