Eleições 2018

Datafolha: Lula lidera com folga a corrida presidencial

Candidato do Partido dos Trabalhadores (PT) mantém uma diferença de 20 pontos para o segundo colocado

Brasil de Fato | São Paulo

,

Ouça a matéria:

Lula e Fernando Haddad, durante campanha para as eleições municipais / Filipe Araújo/Instituto Lula

Uma pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta quarta-feira (22), confirma o favoritismo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), na corrida presidencial. Lula aparece com 39% da intenção de voto, mantendo uma distância de 20 pontos percentuais do segundo colocado, o candidato do Partido Social Liberal (PSL), Jair Bolsonaro, que aparece com 19%.

A pesquisa é a primeira realizada pelo Datafolha depois de finalizados os registros das candidaturas, no último dia 15 de agosto. No terceiro lugar, estão tecnicamente empatados Marina Silva (Rede), com 8%; Gerado Alckmin (PSDB), com 6% e Ciro Gomes (PDT), com 5%.

O Datafolha considerou ainda os cenários possíveis em um segundo turno eleitoral. Nas três possibilidades consideradas, Lula venceria as eleições. Na disputa com Alckmin, Lula teria 53%, contra 29% do tucano. Se fosse concorrer com Marina Silva, ela perderia com 29% dos votos, contra 51% do petista. Já na disputa com Jair Bolsonaro, Lula levaria o pleito com 52% dos votos, contra 34% do militar da reserva.

A pesquisa considerou ainda o cenário sem o ex-presidente Lula, com Fernando Haddad, atual vice na chapa do PT. Sem Lula, Marina e Ciro dobram a intenção de voto mas ainda não superam o candidato da extrema-direita, Jair Bolsonaro. Ainda neste cenário, os votos brancos e nulos passam de 11% para 22%. 

O levantamento ainda considera a influência do governo de Michel Temer (MDB) nas eleições, e constata o caráter “radioativo” do presidente golpista. Segundo os números divulgados, 87% dos eleitores disseram que jamais votariam em um candidato apoiado por ele, contra apenas 3% que o fariam. O candidato do MDB ao Planalto, Henrique Meirelles, aparece com tão só 1% das intenções de voto. 

O Datafolha ouviu 8.433 pessoas em 313 municípios, de 20 a 21 de agosto. A margem de erro do levantamento é de dois pontos percentuais para mais ou menos.

Edição: Juca Guimarães