Justiça

Greve de Fome: Grande ato de solidariedade marca o 26º dia de greve de fome

Mobilização acontecerá neste sábado, às 10h, no Centro Cultural de Brasília

Brasil de Fato | Brasília (DF)

,

Ouça a matéria:

Grevistas chegam ao 26º dia de greve neste sábado (25) / Foto: Adilvane Spezia | MPA e Rede Soberania

Com a reivindicação de que o Supremo Tribunal Federal (STF) coloque em pauta a revisão da prisão em segunda instância, os sete militantes de movimentos populares chegam, neste sábado (25), ao 26º dia de greve de fome.

Em homenagem a Jaime Amorim, Zonália Santos, Rafaela Alves, Frei Sérgio, Luiz Gonzaga, Vilmar Pacífico e Leonardo Soares, que apesar dos desgastes físicos e emocionais seguem na greve de fome, em defesa da democracia e da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, movimentos populares, artistas, religiosos e personalidades realizarão um ato de solidariedade aos grevistas.

A manifestação está programada para este sábado (25), às 10h, no Centro Cultural de Brasília, onde os militantes estão alocados desde o dia 31 de julho. 

Para Plínio Simas, integrante do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA) e da equipe de apoio aos grevistas, o ato evidenciará o apoio dos movimentos populares para o protesto dos grevistas em favor de todos os trabalhadores. 

“Esses lutadores merecem nosso apoio, nossa solidariedade. Será uma grande homenagem a eles”, explica Simas. 

O coordenador do MPA ressalta a importância histórica dessa mobilização, que ao invés de criticar apenas os poderes Legislativo e Executivo, voltou a pressão popular para o Judiciário.

“O Judiciário tinha uma imagem de intocável. Neste momento, mostramos que o Supremo está a serviço do capital. Conseguimos passar para a sociedade essa imagem da imparcialidade que é o STF. Essa greve criou mais condições de luta no Brasil inteiro. Devemos seguir fazendo atividades, mostrando nosso apoio e solidariedade”, reforça Simas. 

O Centro Cultural de Brasília (CCB) fica localizado na L2 Norte, quadra 601.

Edição: Cecília Figueiredo