FUTEBOL PARANAENSE

Coluna Coritiba | Tem que ser agora

O Coritiba chega à 23ª rodada carente de quatro profissionais, a 90 dias do fim da Série B

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
César é colunista esportivo do Brasil de Fato PR / Arte: Vanda Moraes

O Coritiba chega à 23ª rodada carente de quatro profissionais, a 90 dias do fim da Série B: diretor, gerente e técnico de futebol, além de um atacante de velocidade. O clube tem 11 avantes: seu vice-artilheiro na competição é meia e o terceiro colocado é goleiro. Preferível seria contar com quatro atacantes qualificados, com apoio de alas velozes. 

Os responsáveis pelo futebol trouxeram 12 atletas indicados, observados, avaliados e aprovados por Sandro Forner para uma tática por ele formulada. Eduardo Batista chegou em maio e pediu mais cinco jogadores, para ser demitido 100 dias depois. Chegará o jogo contra o Oeste (24/08), no Couto, sem sombra de movimentação do G5 na busca das urgentes contratações. A isso se insiste denominar planejamento, passadas duas semanas da quádrupla dispensa. O calendário pune quem procrastina. 

Edição: Frédi Vasconcelos