Agricultura

Fetape empossa sua primeira presidente mulher

Federação possui 56 anos de história e é composta por 176 sindicatos de trabalhadores rurais de Pernambuco

Brasil de Fato | Recife (PE)

,

Ouça a matéria:

Solenidade homenageou a nova presidenta da Fetape, Cícera Nunes, bem como os novos diretores, suplentes e conselho fiscal / Ildebrando Gutemberg

Em noite regada a poesia, música e política, aconteceu nesta quarta-feira (5) a posse da nova diretoria da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras de Pernambuco (Fetape). A gestão, que corresponde aos próximos quatro anos, tem como presidenta a agricultora sertaneja Cícera Nunes, primeira mulher a alcançar essa posição ao longo dos 56 anos de história da Federação. Cícera filiou-se ao movimento social sindical em 1998 e integra a Fetape desde 2010, tendo ocupado anteriormente os cargos de diretora de Juventude e de Finanças e Administração. 

A posse aconteceu no Centro Social Euclides Nascimento, em Carpina, e contou com a presença de representantes de movimentos sociais, como o MST, organizações, sindicatos rurais, entre outras autoridades. Em comemoração à novidade de ter pela primeira vez uma mulher à frente da Fetape, a cerimônia buscou ressaltar a importância de ter a figura da mulher ocupando espaços de liderança política. Na abertura, foram homenageadas mulheres que se destacaram pela coragem de enfrentar opressões e injustiças sociais, como a quilombola Dandara de Palmares, a agricultora sindicalista Margarida Alves, a sertaneja pernambucana Dona Lia, a trabalhadora rural Vanete Almeida, entre outras. 

Em seu discurso, Cícera falou sobre sua trajetória de vida que traz elementos próprios da história da mulher sertaneja e contou um pouco sobre os desafios da sua gestão, falando a respeito da necessidade de fortalecimento da agroecologia familiar e sobre a importância do compromisso com a equidade de gênero assumido pela Fetape, como forma de evidenciar a necessidade de igualdade entre homens e mulheres.    

 

Edição: Catarina de Angola