Eleições 2018

CUT/Vox Populi: Haddad lidera no primeiro turno e ganha no segundo

Associado diretamente ao ex-presidente Lula, Fernando Haddad ultrapassa Bolsonaro na intenção de voto

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Fernando Haddad, candidato à Presidência da República pelo Partido dos Trabalhadores / Ricardo Stuckert

Uma nova pesquisa de intenção de voto CUT/Vox Populi para as eleições presidenciais, divulgada nesta quinta-feira (13), confirma o poder de transferência de votos do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba desde o dia 7 de abril, ao seu substituto na chapa do Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad. 

Quando claramente apontado como o candidato apoiado pelo ex-presidente Lula, o ex-prefeito de São Paulo e ex-ministro da Educação chega aos 22% da intenção de voto, ultrapassando o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, e assumindo a liderança na disputa. Por sua vez, o candidato da extrema-direita aparece em segundo lugar, com 18%. Ciro Gomes, do PDT ficou com 10%, Marina Silva, da Rede, 5%, e o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, 4%. Votos brancos e nulos somam 21%.

A pesquisa CUT/Vox Populi ouviu dois mil eleitores em 121 municípios entre os disas 7 e 11 de setembro. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais, para mais ou para menos. Com isso, o índice de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o código BR-01669/2018. 

Em entrevista à revista Carta Capital, o diretor do CUT/Vox Populi, Marcos Coimbra, explicou que a decisão de associar Haddad diretamente a Lula, diferente da metodologia usada por outros institutos de pesquisa, buscou fornecer o máximo de informação ao eleitor. “Esconder o fato de que o ex-prefeito foi indicado e tem o apoio do ex-presidente tornaria irreal o resultado de qualquer levantamento. É uma referência relevante para uma parcela significativa dos cidadãos. Chega perto de 40% a porção do eleitorado que afirma votar ou poder votar em um nome apoiado por Lula”.

A pesquisa também testou cenários para o segundo turno. Segundo os resultados, Jair Bolsonaro venceria Geraldo Alckmin (25% a 18%), e empataria tecnicamente com Marina (24% a 26%). Ciro Gomes e Fernando Haddad venceriam Bolsonaro em um eventual segundo turno. O candidato do PDT teria 32%, contra 22% de Bolsonaro. Já Haddad levaria 36% dos votos, contra 24 do candidato da extrema-direita. 

Rejeição

O levantamento CUT/Vox Populi também testou os níveis de rejeição dos cinco candidatos com maior pontuação na pesquisa. O menos rejeitado é Ciro Gomes, com 34%. Fernando Haddad tem a segunda menor taxa, com 38%. O mais rejeitado dos candidatos é Jair Bolsonaro. 57% dos eleitores disseram que não votariam no candidato do PSL. 

 

Edição: Juca Guimarães