São Paulo

Festival Lula Livre celebra democracia e direitos na capital paulista

Tarde ensolarada na Avenida Paulista contribui para reunião em prol de justiça no caso do ex-presidente

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
Os shows e apresentações artísticas na principal avenida de São Paulo são um convite à reflexão sobre o golpe / Frente Brasil Popular

Uma multidão de paulistanos e paulistas tomaram a tão famosa e agitada avenida Paulista para curtir o Festival Lula Livre, que acontece na tarde deste domingo (16) ensolarado. O palco é um carro de som na esquina da alameda Bela Cintra com a avenida Paulista, onde estão se apresentando grandes nomes da Música Popular Brasileira. 

O Grupo Ó de Casa, uma das primeiras atrações, fez uma versão empolgada de "Apesar de Você", composição icônica do Chico Buarque em protesto ao regime militar brasileiro. A letra reflete bem o clima de esperança por dias melhores para o Brasil. E também pode ser lida como uma denúncia contundente dos efeitos nefastos do golpe de 2016 contra o governo da presidenta Dilma Rousseff e a impugnação da candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, até então líder nas pesquisas de intenção de votos.

Lula foi enquadrado na chamada Lei da Ficha Limpa pela maioria do Tribunal Superior Eleitoral, desprezando a decisão do Comitê de Direitos Humanos da ONU. O entendimento majoritário foi de que o ex-presidente não teria direito a disputar o Planalto por ter sido condenado em segunda instância pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4).

Por conta de uma decisão do Supremo Tribunal Federal em 2016, o petista pode ser preso após a referida condenação. Movimentos populares pedem que o STF vote as Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADC's) que exigem a restauração do texto constitucional, que afirma que a prisão só é possível após esgotados todos os recursos. Na esfera criminal, Lula ainda aguarda respostas a recursos no STF e no Superior Tribunal de Justiça (STJ). 

Festival

A luta por democracia na avenida Paulista começou cedo, a partir das 11h, com a concentração do Bloco Lula Livre no Vão Livre do Masp. Assim como no domingo passado, o bloco organizado pelo Levante Popular da Juventude, une alegria, músicas animadas e muita batucada para ampliar o debate sobre os ataques à população brasileira.

A professora Ana Aurora Menezes estava passeando na avenida Paulista e ficou animada com a passagem do Bloco Lula Livre. "A juventude está certa ao falar de política. Vivemos um momento importante no país e a rua é o lugar para se manifestar. Vou esperar para ver o show do Chico César porque gosto muito dele", disse a educadora de 43 anos.

As apresentações musicais do festival Lula Livre vão até as 17h. O rapper Dexter, a cantora Ana Cañas e o músico pernambucano Otto estão confirmados. No próximo domingo, o bloco Lula Livre vai se concentrar às 15h, novamente no Masp. 

Edição: Rafael Tatemoto