Energia

Horário de verão começa dia 4 de novembro

O período do horário de verão de 2018 e 2019 vai ter 15 dias a menos

Ouça o áudio:

Relógios devem ser atrasados em uma hora nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste / Arquivo/Agência Brasil

Neste ano, o horário de verão começa no dia 4 de novembro, um domingo depois do segundo turno das eleições.



A mudança foi determinada por decreto presidencial publicado no ano passado a pedido do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), quando era presidido pelo ministro Gilmar Mendes.

O motivo é a apuração dos votos para a eleição de 2018.

O TSE desejava reduzir a diferença entre a apuração nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e a apuração no Nordeste, parte do Norte e, ainda, no Acre e sudoeste do Amazonas, onde a diferença com o horário de verão chega a três horas do horário de Brasília.

Com isso, o período do horário de verão de 2018 e 2019 vai ter 15 dias a menos, terminando no terceiro domingo de fevereiro do próximo ano.

Segundo balanço do ONS, o Operador Nacional do Sistema Elétrico, entre 2013 e 2016, o valor da economia com o horário de verão caiu de R$ 405,14 milhões para R$ 147 milhões, uma redução de 63% na economia de energia elétrica.

O Ministério de Minas e Energia chegou a discutir o fim do horário de verão. O argumento é que o consumo não é mais tão influenciado pela luminosidade, mas pelo calor, com o aumento do consumo nos momentos mais quentes do dia.

Edição: Radioagência Nacional