Campanha

Coluna Bafafá | #EleNão: celebridades se posicionam na política

Anitta não aderiu à mobilização e foi cobrada pelo público LBGT

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Cláudia Raia, Sasha e Bruna Marquezine foram algumas das famosas que publicamente disseram não ao fascismo / Foto: Reprodução

Tomou conta das redes sociais na última semana a campanha #EleNão, contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro, reconhecido por suas posições preconceituosas. A proporção da campanha está crescendo tanto que já existem grupos, com milhões de participantes, organizados por segmentos da sociedade: mulheres, LGBTs, negros entre outros. E, claro, as celebridades também não ficaram de fora. A todo momento, atores e principalmente atrizes postam a hashtag #EleNão com o seu posicionamento. Alessandra Negrini, Patrícia Pillar, Deborah Secco, Maria Ribeiro, Fernanda Paes Leme, Daniella Mercury e Claudia Raia são algumas famosas que já se manifestaram contra o candidato.

Cláudia Raia postou o seguinte texto: “Não à violência, não ao machismo, não ao preconceito, não à homofobia, não à intolerância, não à xenofobia e não para toda forma de pensamento que pregue o retrocesso de nossos direitos. Eu digo e repito: #ELENÃO #ELENUNCA”. 

Uma das celebridades que aderiu à campanha e chamou bastante a atenção foi a jornalista do SBT Rachel Sherazade, famosa por suas posições – vamos chamar assim - conservadoras. Em resposta ao comentário do vice-candidato na chapa de Bolsonaro, General Mourão, que disse que família sem pai e avô é “fábrica de desajustado”, a jornalista postou:  “Sou mulher. Crio dois filhos sozinha. Fui criada por minha mãe e minha avó. Não. Não somos criminosas. Somos HEROÍNAS! #elenao”.

Diante disso, uma figura do mundo dos famosos teve o seu posicionamento muito cobrado nas redes, especialmente pela população LGBT – parte significativa do público dessa celebridade e alvo constante de ataques do presidenciável. Falo da cantora Anitta. Mesmo assim, ela não aderiu à campanha, preferindo não opinar sobre o candidato: “Sou cantora e não preciso me posicionar sobre política”. Isso gerou decepção, revolta e acusações. 

Saudável e democrático esse posicionamento de nossas celebridades. Diante das aberrações e ameaças reais que representam o tal candidato, não há como se isentar. Parabéns para quem desceu do muro!

#EleNão #EleNunca

Edição: Joana Tavares