RURALÔMETRO

Marcos Montes, vice de Anastasia, foi pior deputado de Minas para questões rurais

Site mostra quais deputados federais votaram a favor ou contra a população do campo

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,
Marcos Montes é candidato a vice-governador de Minas Gerais / Alex Ferreira -Câmara dos Deputados

As leis que protegem ou prejudicam a população rural são quase sempre invisíveis. O Brasil, que é um país com 33% de seu território ocupado com plantações ou pastagens de gado, vem sofrendo com projetos que vão aumentar os venenos na agricultura, diminuir aposentadoria dos trabalhadores do campo, entre outros retrocessos. 

Pensando em fiscalizar a ação dos deputados federais, a equipe de jornalismo da Repórter Brasil criou o site “Ruralômetro - um mapa dos piores e melhores deputados na questão agrária”. Funciona como um “termômetro”, em que os mais quentes são os piores e os mais frios tiveram melhores posicionamentos. Eles são classificados de acordo com seus votos a projetos que têm impacto no meio ambiente, nas comunidades tradicionais e aos trabalhadores rurais.

100% contra população rural e doações

Entre os deputados federais mais “quentes” de Minas o classificado como pior é Marcos Montes, candidato a vice-governador na chapa de Antonio Anastasia (PSDB). 90% das suas votações foram desfavoráveis às questões do campo. Ele votou sim para que o símbolo “T” dos transgênicos não seja mais colocado nas embalagens e aprovou a medida provisória 665, que tirou o benefício de trabalhadores rurais que trabalham por safra.

No currículo de Marcos Montes constam ainda mais de R$ 300 mil doados por empresas ou pessoa com autuações no Ibama, sendo duas com trabalho escravo. O dinheiro foi usado para sua campanha eleitoral em 2014.

O segundo deputado mais “quente” é Rodrigo Pacheco, candidato a senador pelo DEM. Suas votações foram 100% prejudiciais à população rural, segundo o Ruralômetro. Ele votou favorável, por exemplo, à medida provisória que aumentou a área desprotegida de florestas no Pará e em Santa Catarina, além de também aprovar a retirada do símbolo transgênico e diminuição de direitos para trabalhadores rurais.

Ainda na lista dos piores e que querem seu voto, estão Mauro Lopes (MDB), Saraiva Felipe (MDB), Delegado Edson Moreira (PR) e Domingos Savio (PSDB), todos candidatos a deputado federal.

Edição: Joana Tavares