Disputa em aberto

Candidatos falam de prioridades após primeiro turno

Em entrevistas Haddad em geração de empregos e educação. Bolsonaro prega privatização e redução da maioridade penal

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Haddad afirmou que o centro de seu plano de governo é a geração de empregos e a valorização da educação / Rodolfo Buhrer/Reuters

Logo após a confirmação do resultado oficial de que haverá segundo turno na eleição presidencial, os candidatos Fernando Haddad (PT) e Jair Bolsonaro (PSL) deram entrevista à TV Globo. 

Haddad afirmou que o centro de seu plano de governo é a geração de empregos e a valorização da educação, sintetizando suas propostas em "uma carteira assinada em uma mão e um livro na outra". “É uma grande satisfação estar no segundo turno. É uma situação em que poderemos confrontar dois projetos… Nosso projeto pretende gerar empregos e oportunidades educacionais”, afirmou. 

Bolsonaro utilizou seu tempo para reafirmar propostas como a redução da maioridade penal, a redução de ministérios e a privatização de empresas públicas –pretende, apenas no primeiro ano, vender 100 empresas que hoje pertencem ao povo brasileiro. 

Na entrevista, teve de desautorizar seu vice, General Mourão, que falou em acabar com o 13º salário e abono de férias. E desautorizou, também, seu candidato a  ministro da Fazenda, que propôs a volta da CPMF e aumento do imposto de renda para os mais pobres. 

Bolsonaro não vai a debate 

O deputado federal usou “atestado” de seus médicos para não ir aos debates que estavam programados para esta semana contra Fernando Haddad. Haddad afirmou que está à disposição para debater até na enfermaria, se Bolsonaro quiser.

Você conhece os candidatos?

Fernando Haddad 

É professor de ciência política da Universidade de São Paulo (USP), foi ministro da Educação de 2005 a 2012 e prefeito de São Paulo de 2013 a 2016. Nos governos do PT e, na maior parte com Haddad como ministro da educação, foram criadas 18 universidades federais e 173 campi universitários. Foram implantados também mais de 360 institutos federais de educação. E criados o (ProUni), o Ciência sem Fronteira, assim como a reformulados e ampliados o FIES e o Enem. É casado há 30 anos com Ana Estela Haddad e pai de dois filhos. 

Jair Bolsonaro 

Esteve no Exército de 1979 a 1988, quando foi para a reserva como capitão. É político desde 1988, quando se elegeu vereador no Rio de Janeiro. E deputado federal desde 1990, estando no seu sétimo mandato. Passou pelos partidos PDC, PPR, PPB e PSL. Entre os projetos que defendeu estão o controle da natalidade, revisão das áreas indígenas, a pena de morte, prisão perpétua e redução da maioridade penal e o porte de armas. Está no seu terceiro casamento e teve cinco filhos.

Edição: Frédi Vasconcelos