Resistência

João Paulo Rodrigues: "Não é hora de paranoia e medo; é hora de levantar a cabeça"

Após vitória de Bolsonaro, dirigente do MST divulgou mensagem de luta à militância

Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,
O dirigente nacional do MST, João Paulo Rodrigues / Foto: Guilherme Santos/Sul21

João Paulo Rodrigues, dirigente nacional do MST, divulgou, na noite deste domingo (28), por meio das redes sociais, um recado de motivação à militância de esquerda após a vitória do candidato de extrema direita Jair Bolsonaro (PSL) no segundo turno das eleições presidenciais.

"Apesar de sairmos da eleição com uma derrota eleitoral, saímos com uma grande vitória política. Vitória essa que vai nos permitir fazer grandes lutas no próximo período, em defesa da classe trabalhadora, em defesa dos direitos, e acima de tudo em defesa da democracia", disse, em vídeo, referindo-se à união de diversos atores políticos em torno da candidatura de Fernando Haddad (PT) e Manuela D'ávila (PCdoB).

João Paulo ressaltou que a vitória de Bolsonaro, apoiada por uma campanha ilegal de disseminação em massa de notícias falsas por meio das redes sociais, foi uma continuação da ofensiva conservadora que teve início com o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff (PT) e prosseguiu com as retiradas de direitos patrocinadas pelo governo ilegítimo de Michel Temer (MDB) e com a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"No próximo período, vamos ter de reafirmar nossas bandeiras de luta e preparar uma agenda de resistência. Vamos viver dias difíceis, com um governo que possivelmente será um governo opressor, um governo sem compromisso com os interesses nacionais e muito menos com o povo brasileiro. É hora de levantar a cabeça; não de cair em paranoia e medo e correr pra debaixo da cama. É um momento de muito cuidado, mas ao mesmo tempo de muita energia. Seguimos em luta!", concluiu.

Edição: Diego Sartorato