Judiciário

Senado aprova aumento de 16% nos salários dos ministros do STF

Medida altera remunerações de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil e eleva teto de todo o funcionalismo público

Read in English | Leer en español | Brasil de Fato | São Paulo (SP)

,

Ouça a matéria:

Aumento de salário dos ministros do Supremo pode causar impacto de R$ 4 bilhões nas contas públicas / José Cruz / Agência Brasil

O Senado aprovou nesta quarta-feira (7) um aumento de 16% nos salários dos juízes do Supremo Tribunal Federal (STF): de R$ 33,7 mil para R$ 39,2 mil. A proposta segue para a sanção do presidente Michel Temer (MDB). O texto, aprovado pela Câmara Federal, estava parado desde 2016 no Senado. Foram 41 votos a favor da mudança e 16 contra.

Consultorias da Câmara e do Senado estimam que o reajuste poderá causar um impacto de R$ 4 bilhões nas contas públicas, porque altera o teto do funcionalismo público – servidores que poderão receber um mais gratificações e verbas extras, que hoje ultrapassam o teto.

Ainda nesta quarta-feira, os senadores também aprovaram um projeto que reajusta, nos mesmos valores, o salário do procurador-geral da República. Temer também tem a prerrogativa de vetá-los.

Ambos os reajustes passam a valer somente após a sanção presidencial.

 

Edição: Daniel Giovanaz