Rádio

Ouça o Programa Brasil de Fato - Edição Minas Gerais 01/12/2018

Colégio Santo Agostinho, em BH, sofre censura e é acusado de propagar “ideologia de gênero”

Brasil de Fato | Belo Horizonte (MG)

,

Ouça a matéria:

/

Confira os destaques desta edição:

CENSURA Após as eleições de 2018, têm crescido em todo o Brasil as pressões pela implantação da chamada Escola Sem Partido. Educadores, sindicatos e movimentos populares criticam esse termo e têm afirmado que o projeto se baseia na censura e perseguição, uma vez que os conteúdos ministrados nas instituições de ensino não podem estar em conflito com as convicções morais dos estudantes ou de seus pais. Em Belo Horizonte, o Colégio Santo Agostinho está sendo processado pelo Ministério Público acusado de propagar “ideologia de gênero”. Na última quinta (29), pais, mães, professores e alunos realizaram um ato simbólico em defesa da instituição.

AMOR OU POSSESSÃO? Na semana de combate à violência machista, conheça mulheres que sofreram na pele o que é cantado em músicas sertanejas muito conhecidas. Um projeto realizado por brasileiras reúne diversas composições de música sertaneja, samba, rock, bossa nova e funk que rebaixam a mulher e podem estimular a agressão.

NEOLIBERALISMO O governador eleito de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), afirmou que deve anunciar na próxima sexta-feira (7), o plano de privatizações do estado. Entre as empresas que podem ser entregues ao setor privado estão a Cemig, a Copasa, o BDMG, a Codemig e a Empresa Mineira de Comunicação. Para João Paulo Cunha, colunista do Brasil de Fato, sem tais empresas "não teremos serviços de energia, água e saneamento destinado ao cidadão e sim ao consumidor". 

Edição: Minas Gerais