Arte e território

2º Descentraliza mostra linguagens artísticas urbanas em Curitiba

O evento no Tatuquara, promove apresentações e oficinas do hip-hop dance, jazz, grafite e percussão

Brasil de Fato | Curitiba (PR)

,
Evento mostrará prévia do espetáculo Descentraliza que será apresentado em março de 2019 / Hannah Mariana

“Descentralizar o olhar da arte que geralmente se encontra no centro da cidade e trazer esse olhar específico para as linguagens que são desenvolvidas na periferia e para os corpos que estão ali praticando essas linguagens”  é a missão resumida que Vitor da Rosa, professor de breaking e um dos organizadores do evento, apresenta o 2º Descentraliza Arte Geral, que acontece nesse sábado (08), no Tatuquara, em Curitiba.

Junto das professoras e organizadoras Camile Caronari, Eloísa Salvador, Karina Merencio, Rita Brambila e da diretora da Ong Arte Geral, Andrea Gianini, o projeto surgiu da vontade de mostrar e trocar com a comunidade os estudos e aperfeiçoamentos que são desenvolvidos ao longo do ano. “Nos últimos cinco anos, o Arte Geral, que antes trabalhava com outras áreas, como artes visuais, cênicas, teatro,  tem se voltado mais para o comprometimento e ensino da dança. Nessas duas edições do Descentraliza, tentamos fazer uma aproximação do nosso público com as linguagens urbanas”, conta Vitor.

O hip hop traduz uma relação muito forte com o contexto no qual estão inseridos: “Temos uma juventude nas periferias onde, a cultura hip hop, em suas diferentes linguagens, como a musicalidade e dança, e suas disseminações, como o funk, que também tá muito imbricado, é um modo de resistir e falar dos problemas sociais, das questões que atravessam essa comunidade. Essa linguagem perpassa toda ideologia do evento, o modo de construir, de falar, organizar e fazer entre nós”, complementa.

A partir desse pensamento de aproximação são propostas as oficinas, abertas a todo público, de jazz, hip-hop dance, grafite, desenho e percussão, que impulsionam a construção de conhecimento a partir das linguagens artísticas trazidas. Para as apresentações, junto das mostras de trabalho que estão sendo feitas com os alunos do projeto ao longo do ano, também foram convidadas para se apresentar outras instituições que trabalham com conhecimento e arte em várias localidades de Curitiba e região metropolitana, além de aberta chamada pública para quem queira apresentar seu trabalho.

Serviço

O que:
2º Descentraliza Arte Geral

Quando: Sábado, 08

Quanto: Gratuito

Onde: Clube da gente ( Rua Evelázio Augusto Bley, 151, Tatuquara

Programação: 9h cadastro dos alunos | 10h – 12h  Oficinas | 12h30 Almoço | 13h Apresentações

Contato e inscrições: arte.artegeral@gmail.com

Mais informações

 

Edição: Laís Melo